segunda-feira, 27 maio 2024

Flordelis passa mal durante segundo dia de julgamento

A ré teve queda de pressão, formigamento no braço e dores na coluna

A pastora, cantora e ex-deputada federal Flordelis, que está sendo julgada pelo assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, ocorrido em junho de 2019 em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, passou mal durante o terceiro depoimento do segundo dia da sessão de julgamento pelo Tribunal do Júri no fórum de Niterói, segundo um de seus advogados de defesa, Rodrigo Faucz.

“Ela não estava se sentindo bem. Tivemos de retirá-la. Ela ficou um pouco fora, tomou remédios, continuava não se sentindo bem, mas fez questão de voltar para o julgamento, porque não queria aparentar que estava fugindo. Ela ficou debilitada, mas ficou até o final”, disse Faucz.

De acordo com ele, a ré teve queda de pressão, formigamento no braço e dores na coluna.

Flordelis ficou cerca de uma hora fora do plenário.

O advogado reafirmou estar confiante na absolvição de sua cliente. “Não existem provas contra ela”, repetiu Faucz, ao final do segundo dia de julgamento.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também