terça-feira, 27 fevereiro 2024

Giro

Mansão • PM • Coreia do Norte

TCU | O ex-presidente da Caixa Pedro Guimarães (Foto: Arquvio)

 TCU irá investigar obras em mansão de Pedro Guimarães, ex-presidente da Caixa

O TCU (Tribunal de Contas da União) decidiu, nesta quarta-feira (17), acatar um pedido do Ministério Público do órgão para abrir uma investigação sobre as obras feitas na mansão do ex-presidente da Caixa Econômica Pedro Guimarães pagas pelo banco, em Brasília. A decisão do TCU foi baseada em reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo em julho, que mostrou que a instituição custeou a instalação de postes de luz em jardim de casa alugada pelo então presidente da instituição. Os ministros da corte concordaram por unanimidade com os técnicos do tribunal, que avaliaram que o assunto é de competência do TCU. Eles justificaram que a denúncia trata de despesas feitas por uma empresa pública federal, ligada a um responsável sujeito à sua jurisdição (gestores da Caixa Econômica Federal).

PM é denunciado por morte de menina de 6 anos em Porto de Galinhas

O Ministério Público denunciou, nesta terça-feira (16), o policial militar Diego Felipe de França Silva pela morte de Heloysa Gabriela da Silva Fernandes Nunes, 6, durante uma ação policial em Porto de Galinhas, na cidade de Ipojuca, no Grande Recife. Ela foi morta com um tiro no peito em 30 de março deste ano na Comunidade de Salinas. A reportagem procurou Silva, mas ele não atendeu às ligações. Inquérito da Polícia Civil apontou o PM como responsável pelo disparo. De acordo com a corporação, o militar foi realocado da atividade operacional para outra função. Testemunhas que moram na localidade afirmaram que os policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) entraram na comunidade atirando.

Coreia do Norte lança mísseis de cruzeiro após manobras de EUA e Seul

A Coreia do Norte disparou dois mísseis de cruzeiro nesta quarta-feira (17), informou o Ministério da Defesa sul-coreano. Os lançamentos ocorrem um dia após Washington e Seul realizarem manobras conjuntas em preparação para um grande exercício anual -que Pyongyang considera um treino para invasão. Segundo as autoridades militares, os mísseis foram disparados em direção ao mar do Oeste (mar Amarelo) a partir de Onchon, na província de Pyongan do Sul, acrescentando que detalhes sobre os lançamentos estão sendo analisados junto com os EUA. O último teste de armas do país havia sido feito em julho.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também