domingo, 3 março 2024

Jakub Jankto é o primeiro atleta de seleção a se assumir gay

Diversos atletas ja se assumira, mas ele é o primeiro a se declarar gay e ser parte de uma seleção principal do seu país 

Foto: Getty Images via BBC

O primeiro jogador masculino de uma seleção principal de seu país a se assumir publicamente homossexual é Jakub Jankto. “Sou gay e não quero mais ficar me escondendo.” Estas foram suas palavras ao anunciar sua orientação sexual em um vídeo no twitter na segunda-feira (13).

O meio-campista de 27 anos joga no Sparta Praga emprestado do espanhol Getafe. Jankto marcou quatro gols em 45 partidas pela seleção da República Tcheca desde sua estreia em 2017. ‘Quero viver sem medo nem preconceito’. “Como todas as pessoas, tenho meus pontos fortes, tenho minhas fraquezas, tenho uma família, tenho meus amigos”, disse ele.
E prosseguiu: “Tenho um trabalho que há anos faço do melhor jeito que posso, com seriedade, profissionalismo e paixão”. “Também quero viver minha vida em liberdade, sem medo, sem preconceito, sem violência e com amor”, concluiu.
Jake Daniels, do clube inglês Blackpool, no ano passado se tornou o primeiro jogador profissional masculino em atividade a assumir ser gay em mais de 30 anos no Reino Unido.

O anterior havia sido Justin Fashanu que, após sua confissão pública em 1990, continuou a jogar em clubes da Inglaterra e da Escócia, mas acabou se suicidando.

Antes de Jankto se assumir, Josh Cavallo, do australiano Adelaide United, era o único jogador de futebol profissional abertamente gay em atividade. Ele veio a público sobre sua orientação sexual em outubro do ano passado.

Mensagens de apoio
Antes de tomar a decisão, o clube Sparta Praga anunciou que o atleta ja havia discutido abertamente o assunto com a direção, o técnico e os companheiros do clube, que apoiou o jogador e que afirmou que tudo isso diz respeito a vida pessoal dele. “Viva a sua vida, Jakub”

O ex-meio-campista do Aston Villa e da Alemanha, Thomas Hitzlsperger, de 40 anos, que assumiu ser gay em janeiro de 2014, meses depois de se aposentar devido a lesões, escreveu no Twitter: “Que jogador! Que personalidade! Parabéns, Jakub, por falar e trilhar o caminho para outros.”

O jogador brasileiro Neymar também manifestou apoio ao jogador tcheco. “É um dia importante pela forma de se expressar. Eu não tenho preconceito com nada. Acho que o preconceito, hoje em dia, tem que ser cada vez menos com tudo, homofobia, racismo… tudo que for possível”, disse Neymar, segundo o site Globoesporte. 
Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também