domingo, 21 abril 2024

No Brasil, os professores terão curso de educação financeira

A iniciativa é do Sebrae, CVM e Ministério da Educação

Por Jaqueline Durões

Foto: Divulgação / Agência Brasil

As pessoas que desenvolvem uma relação saudável com o dinheiro desde criança conseguem administrá-lo com mais inteligência, sabem como manter o controle dos gastos, além da importância de poupar e de planejar sua área financeira.

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) lançaram nesta semana, em parceria com o MEC (Ministério da Educação), a série de cursos gratuitos de domínio nacional Educação Financeira nas Escolas.

A ação tem o apoio da B3 e do Instituto XP. O evento é para todo o Brasil e
terá transmissão online pelo canal do Sebrae no Youtube
https://www.youtube.com/channel/UCBqosmarVhVAKYXGVt1JvnA

O evento Educação Financeira: Agir hoje para a sustentabilidade no amanhã é voltado para prefeitos, secretários municipais de Educação, diretores de escolas, coordenadores pedagógicos e professores, superintendências de ensino e demais profissionais e lideranças da área.

Os cursos à distância propõem-se a formação de professores do primeiro ao nono ano do ensino fundamental das redes pública e privada de todo Brasil, para aplicação da educação financeira em sala de aula. Os materiais didáticos serão disponibilizados pelo Instituto XP de forma gratuita.

A educação financeira ajudará as crianças a entenderem a importância de evitar dívidas desnecessárias, o que pode ajudá-las a se tornarem adultos financeiramente responsáveis.

Em um próximo período, a meta é levar os cursos também aos alunos do ensino médio. Os cursos estão estruturados em trilhas de aprendizagem conectadas à BNCC (Base Nacional Comum Curricular), envolvendo educação financeira, atitudes empreendedoras, objetivos do desenvolvimento sustentável da Organização das Nações Unidas (ODS-ONU) e projeto de vida.

Nathalie Vidual, superintendente de Proteção e Orientação aos Investidores da CVM destacou que a capacitação dos professores está diretamente relacionada ao crescimento do país, porque eles serão multiplicadores de conhecimento e ajudarão os jovens a se tornarem mais autônomos e seguros em relação ao mundo dos investimentos.

Marcelo de Souza e Silva, presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, ressaltou que o Sebrae acredita que a educação financeira é o caminho para transformar a realidade em que os alunos estão inseridos, permitindo que se tornem cidadãos conscientes de suas escolhas e capacitado a planejar e realizar seus projetos de vida.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também