domingo, 26 maio 2024

Ossada do menino Leandro Bossi é achada 30 anos após desaparecimento no PR

Até o momento, as condições e o local no qual a ossada foi encontrada não foram informados 

Leandro Bossi desapareceu em 15 de fevereiro de 1992, quando tinha sete anos, durante um show realizado na cidade de Guaratuba (Foto: Reprodução)

Trinta anos após o desaparecimento do menino Leandro Bossi na cidade de Guaratuba, no litoral paranaense, a ossada do garoto foi identificada pela polícia do estado. A informação foi dada pela Secretaria de Segurança Pública do Paraná (SSP-PR) na tarde de hoje.

Segundo o órgão, a ossada encontrada tem 99,9% de compatibilidade com o DNA da mãe do garoto. Um resultado que, segundo o secretário de segurança pública, tem “compatibilidade total” com a vítima.

Até o momento, as condições e o local no qual a ossada foi encontrada não foram informados.

“No ano passado, foram enviadas para a Polícia Federal em Brasília oito amostras ósseas que estavam na guarda da Polícia Científica relativas a crianças desaparecidas”, relatou o secretário de segurança pública do Paraná, Wagner Mesquita. Também foi coletado, de acordo com a SSP-PR, o material genético de três mães, dentre elas, a mãe de Leandro Bossi. “Agora tivemos resultado positivo, fazendo o confronto de uma das amostras, indicou a compatibilidade do material genético para a ossada de Leandro Bossi”, concluiu Mesquita.

Leandro Bossi desapareceu em 15 de fevereiro de 1992, quando tinha sete anos, durante um show realizado na cidade de Guaratuba. O inquérito policial sobre o desaparecimento dele nunca foi concluído. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também