terça-feira, 25 junho 2024

Palocci diz que Lula atuava diretamente em propina

O ex-ministro Antonio Palocci prestou depoimento no âmbito da Operação Greenfield e fez uma série de acusações contra o ex-presidente Lula, incluindo o envolvimento com propina.

Trechos do depoimento, que ocorreu em junho, foram divulgados. A Operação Greenfield foi deflagrada no DF em 2016 e apura fraudes em fundos de pensão, no FGTS e na Caixa Econômica. Essa investigação já mirou, por exemplo, negócios da JBS antes da delação do grupo.
Nos trechos revelados do depoimento, Palocci fala que a descoberta do pré-sal, no segundo mandato de Lula, marcou uma guinada no comportamento do ex-presidente. “O presidente Lula começa a se descuidar da parte legal de sua atuação como presidente, passa a atuar diretamente no pedido de propina.”
E continuou: “Ele sempre soube que tinha ilícito e sempre apoiou as iniciativas de financiamento de campanha etc. Mas, no caso do pré-sal, ele começou a ter uma atuação pessoal.”
Quanto a fundos de pensão, o ex-ministro recordou a entrada de um representante do PT na Previ (fundo de funcionários do Banco do Brasil), antes de o PT vencer a eleição presidencial de 2002.
O ex-ministro também falou que o ex-presidente se envolveu diretamente na operação de fundos de pensão no projeto da usina de Belo Monte, no Pará.
Ex-ministro da Fazenda no primeiro governo Lula, ele está preso há dois anos e firmou um acordo de colaboração com a Polícia Federal. Em nota, a defesa do ex-presidente disse apenas: “Palocci fala mentiras sem provas contra Lula para tentar obter benefícios judiciais e sair da prisão.”
Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também