quinta-feira, 29 fevereiro 2024

Protestos no Equador têm confronto no Parlamento e pressionam Lasso

A pressão tem crescido sobre o presidente conservador, Guillermo Lasso, contra a alta no preço dos combustíveis e dos alimentos 

Milhares de manifestantes entraram em confronto nesta sexta-feira (24) com policiais e militares em frente ao Congresso do Equador, em Quito, no 12º dia de protestos liderados por grupos indígenas contra o governo do país. Os manifestantes atacaram o Parlamento com pedras e fogos de artifício, e foram respondidos com bombas de gás lacrimogêneo pelas forças de segurança no local. Os protestos, que começaram em 13 de junho, já provocaram pelo menos seis mortes de civis, além de vários ataques às forças de segurança. A pressão tem crescido sobre o presidente conservador, Guillermo Lasso, contra a alta no preço dos combustíveis e dos alimentos. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também