quarta-feira, 28 fevereiro 2024

Turista brasileira é estuprada em Paris

As irmãs logo encontraram policiais no local, tentaram relatar o ocorrido e foram encaminhadas à 3ª DPJ 

Foto: Olivier Arandel

Na madrugada deste domingo, duas irmãs que estavam viajando em Paris, após deixarem um bar perto da Torre Eiffel, acompanhadas de dois homens foram abusadas sexualmente, mas, o caso só se tornou público nesta terça-feira (7).

As agressões ocorreram após elas se separarem, cada uma acompanhada com um homem; a irmã mais velha após ser apalpada, reagiu, porém, o assediador insistiu e vendo a resistência dela o suspeito fugiu.
Ao conseguir se livrar, a vítima vai em busca de sua irmã mais nova pelos jardins da Torre Eiffel. Ela foi encontrada deitada no chão com o agressor por cima dela e as calças abaixadas, após ver a chegada da irmã, o suspeito foge e entra em um carro preto, segundo a vítima. As irmãs logo encontraram policiais no local, tentaram relatar o ocorrido e foram encaminhadas à 3ª DPJ (Delegacia de Polícia Judiciária) que ficou responsável pelas investigações. O Le Parisien informou que a vítima mais jovem foi de fato estuprada.
A Rádio França Internacional informou que o consulado brasileiro na capital francesa confirmou o caso, as vítimas receberam apoio jurídico e psicológico. “Vamos atuar nesse caso dentro dos limites da legislação francesa e dos acordos assinados pelos dois países “informou o cônsul adjunto Ruy Ciarlini.

Perigos da Torre Eiffel

A região recebe mais de 50 mil pessoas por dia, incluído diversos turistas que visitam os monumentos e frequentam as casas noturnas e bares da região.
Por conta da movimentação crimes no local são frequentes, com uma serie de ladrões de celulares e joias de ouro.

Segundo o Le Parisien “agressores sexuais” são comuns na região durante à noite. Em setembro de 2022, uma turista canadense foi sequestrada e estuprada por um jovem de 19 anos nos mesmos gramados. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também