terça-feira, 23 abril 2024

Varejo deve vender 43% menos no Dia dos Namorados

Pesquisa divulgada ontem (9) pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) estima que o Dia dos Namorados, na próxima sexta (12), terá queda de 43,1% nas vendas no varejo em todo o País com relação a 2019, como reflexo da pandemia do novo coronavírus.

A CNC prevê que a data vai movimentar R$ 937,8 milhões este ano, contra R$ 1,65 bilhão em 2019. “É a terceira data do varejo este ano e com queda fortíssima”, disse o economista da CNC, Fabio Bentes, responsável pela pesquisa.

Na Páscoa, as vendas experimentaram retração de 35% e, no Dia das Mães, de 59,2%, lembrou Bentes.

Confirmada a expectativa, essa será a menor movimentação financeira para o Dia dos Namorados desde 2009, quando atingiu R$ 919,2 milhões. “Há 11 anos que o varejo não experimenta uma movimentação tão fraca”.

Fabio Bentes analisou que o processo de pandemia colocou uma barreira direta ao aumento das vendas, que foi o fechamento das lojas. O responsável pela pesquisa destacou também o crescimento do desemprego, queda da renda e da confiança do consumidor.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também