sexta-feira, 19 abril 2024

Ao Sincomercio e Acia, Chico reafirma revisão da Área Azul

O prefeito eleito Chico Sardelli (PV) recebeu ontem representantes do Sincomercio (Sindicato dos Lojistas e do Comércio Varejista de Americana) e da Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana) para debater projetos voltados ao fomento dos negócios da cidade e também a polêmica pauta da Área Azul, um dos temas de campanha de Chico.

No encontro, os representantes da classe empresarial enalteceram a importância de a próxima administração apoiar as empresas e o fomento de novos negócios em Americana, com o propósito de recuperar a economia e promover a geração de empregos.

De acordo com o presidente da Acia, Wagner Armbruster, a reunião foi uma oportunidade de estreitar relações com o futuro prefeito, que também é empresário.

“O prefeito se mostrou bastante atento e sensível a conduzir sua administração numa relação de sintonia com a Acia, Sincomercio e demais entidades. Ele explicitou que tem prioridades sim e que tomará todas as decisões numa relação de diálogo com as entidades. Percebemos bastante clareza e sinceridade sobre caminhar em comunhão”, disse.

Chico destacou que, desde antes da eleição, durante a campanha, já havia se encontrado com representantes da Acia e firmado compromissos com a entidade e toda a classe empresarial.

“Renovei meu compromisso com o desenvolvimento comercial e industrial de Americana. Além da pauta econômica, falamos também da necessidade urgente de se rever o sistema e a quantidade de vagas da Área Azul na cidade e faremos isso no primeiro momento”, disse.

Durante a campanha, Chico tocou com frequência no assunto Área Azul. Ele chegou a divulgar cinco medidas pontuais que quer aplicar. Entre elas, o fim da cobrança nas proximidades de hospitais, redução na quantidade de vagas (e da abrangência da área), alterações nas proximidades do Mercado Municipal e facilidade para o pagamento.

A quinta medida, talvez, seja a mais importante e determinante para viabilizar todas as outras: revisar o contrato. Em seu material de campanha, o então candidato, e agora futuro prefeito, prometia verificar melhorias que poderiam ser feitas no documento e buscar, por meio do diálogo, resolver os problemas.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também