domingo, 21 julho 2024

Covid-19: Piracicaba segue sem máscara obrigatória no transporte público

Decisão não segue recomendação do governo estadual, que adotou obrigatoriedade nos coletivos sob sua gestão e orientou todas cidades a fazer o mesmo 

Foto: Isabela Borghese/ Prefeitura de Piracicaba

Piracicaba (SP) vai manter apenas como recomendação o uso de máscara por passageiros do transporte público da cidade, sem obrigatoriedade. A medida foi definida durante encontro de equipe profissionais da Saúde, na tarde desta quarta-feira (30), e não segue recomendação do governo estadual, que adotou obrigatoriedade nos coletivos sob sua gestão e orientou todas as cidades do estado a fazer o mesmo

No encontro do Grupo de Saúde de Piracicaba, que inclui especialistas da Secretaria Municipal da Saúde, o secretário de Saúde, Filemon Silvano, e representantes técnicos dos hospitais da cidade.

Na reunião, ficou definido que será mantida a obrigatoriedade do uso de máscaras somente em estabelecimentos de saúde, como hospitais, unidades de saúde e farmácias, por exemplo.

Durante o encontro virtual, cada participante expôs a sua realidade quanto ao atendimento de pacientes positivados para Covid-19, bem como a gravidade dos casos.

“Apesar de já mostrar um leve crescimento, ainda não é momento para pânico. Há 15 dias, a média de novos casos era de 19 pessoas, hoje, a média diária é de 39. Ela cresceu, porém, não tem se mostrado preocupante quanto a sua gravidade, já que com um ótimo índice de pessoas vacinadas tem nos dado resguardo quanto à taxa de internação, que segue baixa. Portanto, neste momento, todos nós decidimos que ainda não há motivos para ampliar qualquer tipo de restrição à população”, afirmou Filemon Silvano.

De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica (VE), no momento, Piracicaba tem 69 leitos de UTI e enfermaria disponíveis na rede pública e privado, onde apenas oito estão ocupados, sendo apenas um em UTI-privado.

Está prevista para a próxima semana, uma nova reunião do Grupo de Saúde de Piracicaba para reavaliação dos dados sobre os casos de Covid-19 na cidade e discussão de possíveis novas medidas de combate à doença.

Outras cidades adotam obrigatoriedade

O uso de máscaras voltou a ser obrigatório no transporte público intermunicipal das 20 cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC), desde o último sábado (26). As linhas urbanas de Americana (SP), Indaiatuba (SP) e Sumaré (SP), Jaguariúna (SP), Valinhos (SP) e Vinhedo (SP) também retomaram a regra, seguindo decisão do governo de São Paulo.

No entanto, Campinas e Hortolândia, que completam a lista, optaram por manter “fortemente” a recomendação para o uso da máscara no transporte público municipal, mas sem obrigatoriedade.

Com informações do G1

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também