segunda-feira, 22 julho 2024

Família de Americana pede ajuda para encontrar idoso desaparecido

O motorista autônomo José Roberto Ramos, 63, está desaparecido desde às 13h da terça-feira (21). A família fez apelo pelas redes sociais e por grupos de mensagens para tentar localizar o idoso, que está com suspeita de depressão. Os familiares fazem um apelo para quem encontrar o idoso avisar os familiares.

Segundo o filho da vítima, o fotógrafo Bruno Sodré Ramos, 31, o pai saiu de casa com destino a um supermercado no Jardim Mollon e desde então não voltou mais para casa.

Ele saiu de bicicleta com um guidão alto azul por volta de 13h do dia 21. O idoso usava boné, uma camiseta sem estampa verde água, bermuda jeans e sandália. A vítima tem 1,75m, é branco e estava com a barba branca por fazer. Ele reside no Jardim Brasília, em Americana.

Com o desaparecimento, a família começou a buscar imagens de estabelecimentos comerciais para tentar localizar o idoso. Uma dessas imagens mostra o idoso na Avenida Iacanga, no Jardim Ipiranga, às 13h30.

Imagens também mostram o idoso pagando as compras no supermercado e deixando o estabelecimento por volta de 13h40. Ele foi visto pela última vez na Rua das Açucenas, no Bairro Cidade Jardim, em Americana, por volta das 16h do dia 21.

Na manhã desta sexta-feira (24), familiares a amigos fizeram uma varredura e panfletagem pelos estabelecimentos comerciais na região onde supostamente o idoso passou. “Eu tenho feito buscas nas áreas rurais, mas é muito difícil”, afirmou Bruno.

Nos últimos dias, a vítima se queixava muito de cansaço físico e mental e que estava aéreo. Também não dormia bem. Comia pouco, porque não sentia fome, relatou o filho. Segundo Bruno, o pai era muito ativo, gostava de fazer caminhadas e fazia fretes com um veículo Courier.

Na última consulta, o médico suspeitou que estava com depressão, mas o idoso não havia realizado os exames ainda para fechar o diagnóstico. “A família tinha noção que provavelmente estava com depressão e agora que iam começar a fazer os exames”, disse Bruno.

Segundo o fotógrafo, dois dias antes de desaparecer, seu pai conservou com ele em tom de despedida. “Eu coloquei músicas de oração, ele me abraçou e pediu para cuidar da minha mãe, que também é doente, e me ensinou a pegar os medicamentos dela na farmácia de alto custo”, relatou o filho.

Inclusive, o idoso deixou um bilhete informando quais eram as próximas contas a ser pagas e outro recado no chão da Courier ensinando quais botões deveriam apertar para acionar o alarme do veículo.

SERVIÇO

Quem souber do paradeiro do motorista pode entrar em contato com Bruno no celular (19) 98273-2356, com o sobrinho da vítima no (19) 99154-2663 e com um amigo da família no (19) 98866-5945.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também