sexta-feira, 24 maio 2024
POPULAÇÃO VACINADA

Hortolândia realiza vacinação contra Dengue, neste sábado (27)

Vacinação será nas UBSs Amanda I, Campos Verdes e Rosolém, das 8h às 17h; senhas serão distribuídas até às 16h; também será feita vacinação contra a gripe neste sábado
Por
Redação
Foto: Divulgação / Prefeitura de Hortolândia

Hortolândia tem registrado grande procura da população pela vacina contra a Dengue. Por esse motivo, a Prefeitura realiza vacinação contra a doença, neste sábado (27). A vacinação será feita nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) Amanda I, Campos Verdes e Rosolém, das 8h às 17h. De acordo com a Secretaria de Saúde, haverá distribuição de senha até às 16h.

Em Hortolândia a vacina contra a Dengue é somente para crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. Para receber a vacina é necessário apresentar algum documento com foto e CPF (Cadastro de Pessoas Físicas). O município iniciou a imunização contra a Dengue na quarta-feira passada (17).

A cidade recebeu do governo do Estado 4.298 doses da vacina. O município já vacinou 411 pessoas. Neste sábado, também haverá vacinação contra a gripe, mas somente para os públicos-prioritários da campanha deste ano.

A coordenadora do Programa de Imunização da Secretaria de Saúde, Ana Paula Fernandes, destaca que o número de pessoas já vacinadas contra a Dengue na cidade está dentro da expectativa da pasta. “Em razão da boa procura pela vacina que temos observado durante a semana, vamos realizar a vacinação neste sábado. A ação é para que mais pessoas do público-alvo também possam receber a vacina”, explica a coordenadora.

Conforme a orientação preconizada pelo Ministério da Saúde, a vacinação contra a Dengue é feita com duas doses. O intervalo da primeira dose para a segunda é de três meses. Neste sábado, em cada uma das UBSs haverá três salas para vacinação contra a Dengue e uma sala para vacinação contra a gripe.

Ainda segundo outra orientação do Ministério da Saúde, a coordenadora reforça que caso crianças e adolescentes que tenham recebido recentemente alguma vacina atenuada, somente poderão receber a vacina contra a Dengue neste sábado se tiverem cumprido o intervalo de 30 dias. São exemplos de vacina atenuada a de Febre Amarela e a Tríplice Viral.

Se caso a criança ou o adolescente tenha sido imunizado recentemente com alguma vacina inativada, somente poderá tomar a vacina contra a Dengue neste sábado após o intervalo de 24 horas. São exemplos de vacinas inativadas as contra a gripe e a COVID-19, dentre outras.

Já caso a criança ou o adolescente, que não tenha recebido vacinas atenuadas ou inativadas recentemente, forem imunizadas contra a Dengue neste sábado deverão aguardar os intervalos citados acima para poder receber vacinas atenuadas ou inativadas.

Procura por idosos

A procura pela vacina contra a Dengue também tem sido grande por parte da população idosa. Porém, conforme a determinação do Ministério da Saúde, a coordenadora Ana Paula Fernandes reforça que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), órgão do governo federal, licenciou a aplicação da vacina no país em pessoas de 4 a 59 anos.

“Temos explicado para a população idosa que a fabricante da vacina ainda não realizou estudos clínicos sobre o uso da vacina em pessoas com idade abaixo de 4 anos e acima de 60 anos. Por isso que, por enquanto, a vacina não é aplicada em pessoas acima de 60 anos”, destaca a coordenadora.

Cuidados com a dengue

A Secretaria de Saúde reforça para a população a importância de tomar os cuidados necessários contra a Dengue, e que não se deve menosprezar nem fazer pouco caso da doença, pois ela pode levar a óbito.

De acordo com a Secretaria de Saúde, os principais sintomas da Dengue são febre abrupta, dor de cabeça, dor muscular e manchas vermelhas pelo corpo. Por isso, caso a pessoa apresentar algum desses sintomas deve procurar a UBS mais próxima de onde mora ou de referência para receber atendimento e tratamento adequado e possibilitar que seja feita a notificação correta do caso.

Um dos principais riscos que a Dengue provoca é a desidratação. Em razão disso, Ana Paula Fernandes explica que o organismo fica frágil, e portanto, aumenta a possibilidade do quadro se tornar mais grave.

A coordenadora alerta ainda que, caso a pessoa apresente sintomas de Dengue, deve evitar a automedicação, ou seja, tomar remédios por conta própria. “Ao fazer a automedicação, a pessoa corre o risco de tomar remédios que contenham substâncias que possam piorar o seu quadro. Por isso é importante a pessoa buscar orientação e ajuda médica na UBS”, ressalta a coordenadora.

Busca ativa e nebulização

A Secretaria de Saúde salienta para a população que para se prevenir contra a Dengue é importante combater o Aedes aegypti, vetor de transmissão da doença. E uma das maneiras para combater o mosquito é evitar a formação de criadouros em casa.

Por isso, a Secretaria de Saúde reforça para os moradores evitarem o acúmulo de garrafas PET, embalagens plásticas, pneus velhos, dentre outros objetos no quintal ou em áreas externas da residência. Esses objetos e materiais podem acumular água parada, e assim se tornarem criadouros para a fêmea do Aedes aegypti depositar ovos que darão origem a mais mosquitos.

A Prefeitura de Hortolândia reforça que a população deve fazer o descarte correto desses materiais e objetos nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) do município. A lista de PEVs está disponível no site da Prefeitura, por meio deste LINK.

A Prefeitura também continua a fazer a parte dela no combate ao Aedes aegypti com as ações semanais de busca ativa e nebulização. Nesta semana, as equipes da UVZ (Unidade de Vigilância de Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, executa busca ativa na região do Remanso Campineiro. Já a nebulização é executada no Jardim São Sebastião.

A UVZ reforça a solicitação para que os moradores permitam a entrada dos agentes em suas casas para fazer a busca ativa e a nebulização. Os agentes do órgão estão identificados com crachá e uniforme. As ações são importantes para combater o Aedes aegypti, e com isso evitar que a própria população contraia Dengue, Chikungunya ou Zika, causando assim aumento do número de casos na cidade. Para saber em quais ruas e regiões serão realizadas as ações, a população pode entrar em contato com a UVZ pelos telefones (19) 3897-3312 ou (19) 3897-5974.

A busca ativa consiste em visitas casa a casa pelos agentes para eliminar possíveis criadouros do Aedes aegypti. O objetivo é eliminar o inseto ainda na fase larval. Caso sejam encontradas larvas, os agentes recolhem algumas delas para identificação em laboratório. De acordo com a UVZ, 80% dos focos de criadouros estão nas casas das pessoas.

Nas visitas, os agentes também dão orientações aos moradores sobre como evitar a reprodução do mosquito. Eles ainda inquirem se algum ocupante da casa apresentou ou está com algum sintoma de Dengue. Em caso positivo, a orientação é para que a pessoa procure a UBS (Unidade Básica de Saúde), mais próxima de onde mora ou de referência, para receber atendimento e tratamento adequado e possibilitar que seja feita a notificação correta do caso.

Já a nebulização consiste em espalhar um tipo de inseticida no ar para eliminar os mosquitos Aedes aegypti adultos. Antes do início da ação, as equipes da UVZ passam nas casas para avisar os moradores. Os agentes utilizam nebulizadores fixados nas costas para espalhar o inseticida em forma de vapor. O trabalho dura entre 15 a 20 minutos.

De acordo com a UVZ, Hortolândia registra neste ano 3.599 casos notificados de Dengue, dos quais 782 positivos. Já de Chikungunya são 16 casos notificados, dos quais um positivo. Neste ano, Hortolândia ainda não registra nenhum caso notificado de Zika.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também