quarta-feira, 28 fevereiro 2024

1ª campanha de doação de sangue do Lions e Prefeitura de Nova Odessa em prol do Hemocentro arrecada 89 bolsas

 A iniciativa tem também o apoio da Polícia Militar, Escoteiros do Ar, Colégio Objetivo, ETEC e Faculdades Network

A campanha de doação de sangue realizada no último sábado (11/02) no Ambulatório de Especialidades Médicas pelo Lions Clube e Prefeitura de Nova Odessa, por meio da Secretaria de Saúde, arrecadou 89 bolsas para o Hemocentro do HC (Hospital das Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), que atende a cidade e a região. Dos 89 doadores, 36 participaram da ação pela primeira vez.

Denominada “Doe Sangue, Salve Vidas”, a ação acontece a cada três meses. A iniciativa tem também o apoio da Polícia Militar, Escoteiros do Ar, Colégio Objetivo, ETEC e Faculdades Network.

A mobilização que busca repor o estoque do Hemocentro, foi acompanhada pelo prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho. “Doar sangue é um ato de amor, de solidariedade e que contribui para elevar o estoque do Hemocentro, que atende o nosso Hospital Municipal quando existe uma necessidade. Hoje, graças ao comprometimento da nossa comunidade, atingimos 89 bolsas de sangue, um número significativo e que vai contribuir muito com o banco de sangue. Entendemos que doar sangue é salvar vidas”, avaliou o prefeito Leitinho.

“Tivemos 129 interessados em doar, dos quais 89 estavam aptos no sábado. Tivemos 36 doadores de ‘primeira viagem’. Foi um sucesso maravilhoso, tanto que tivemos que interromper a entrega de senhas às 11h30. A gente agradece muito o empenho dos parceiros e voluntários, inclusive à equipe da Saúde e da Prefeitura, pelo apoio na divulgação e na realização da campanha”, explicou Olair dos Santos, presidente do Lions.

O próximo “Doe Sangue, Doe Vida” em Nova Odessa deve acontecer em maio, novamente no Ambulatório de Especialidades da Prefeitura, que fica na Avenida João Pessoa, ao lado do Hospital e Maternidade Municipal Dr Acílio Carreon Garcia.

Na primeira ação do ano passado (2022), realizada em fevereiro, foram arrecadadas 73 bolsas. Na segunda, em maio, foram 68, e em agosto, foram mais 75 bolsas. Em dezembro, a ação final arrecadou mais 63 bolsas, totalizando 279 no ano. Em 2021, foram coletadas 309 bolsas durante as quatro edições da campanha.

O sangue coletado pelo Hemocentro é processado dentro de rigorosos critérios, separados em componentes e examinados em modernos laboratórios. As coletas periódicas têm como objetivo repor os estoques de sangue do Hemocentro, que cede bolsas para os pacientes do município e de dezenas de outras cidades da região.

Para ser um doador de sangue, é necessário ter entre 18 e 69 anos, mas são aceitos candidatos a partir dos 16 anos, com o consentimento formal e presencial do responsável legal. O doador deve pesar mais de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas 24 horas que antecedem a doação, ter dormido pelo menos seis horas. Não é necessário estar em jejum. É importante que o doador esteja em boas condições de saúde.

Também é possível, ao doar sangue, pedir para ser cadastrado no Redome (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea). Isto porque os Hemocentros Regionais, mais conhecidos como “Bancos de Sangue”, são os responsáveis por cadastrar os interessados em se tornar doadores de medula óssea. Os dados são agrupados em um registro único e nacional. Informações pelo telefone 0800 722-8432.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também