quinta-feira, 29 fevereiro 2024
COMBATE À DENGUE

Nebulização contra o mosquito Aedes aegypti inicia nesta segunda-feira, em Nova Odessa

Serão nebulizadas 22 quadras, distribuídas em 13 ruas, de 3 bairros da região oeste, totalizando 533 imóveis
Por
Redação
Foto: Arquivo TODODIA

Começa nesta segunda-feira (5), entre 6h e 9h, o serviço de nebulização veicular contra os mosquitos adultos da dengue, promovido pelo Setor de Zoonoses da Secretaria de Saúde, em função do estado de alerta para risco de epidemia da doença.

Em janeiro, foram registrados 18 casos positivos da doença. A decisão foi tomada em reunião nesta semana com o prefeito Cláudio Schooder – o Leitinho.

O “procedimento” vai acontecer no entorno das quadras onde moram pacientes que deram positivo para dengue nas últimas semanas na cidade. Em caso de chuvas na segunda-feira de manhãzinha, o trabalho será reagendado para o dia seguinte, desde que não chova.

“Este é um trabalho que tem de ser feito nas primeiras horas do dia, quando é mais fresco, para garantir a eficácia da distribuição do produto e o resultado da pulverização”, explicou a veterinária Paula Faciulli, responsável pela Zoonoses Municipal. O trabalho cotidiano também continua diariamente na cidade.

Serão nebulizadas 22 quadras, distribuídas em 13 ruas, de três bairros da região oeste da cidade, totalizando 533 imóveis – a grande maioria residenciais, onde historicamente se encontram cerca de 80% ou mais dos objetos que servem como criadouros das larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya.

O trabalho segue as normas da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) do Estado de São Paulo, e é indicado quando determinada região de uma cidade apresenta mais de um caso positivo nas proximidades.

A nebulização veicular é feita sempre após o trabalho de controle de criadouros (ou “busca ativa” de casos) realizado na mesma região pelos agentes de Controle de Endemias da Saúde Municipal. Nos dois casos, são “visitados” os imóveis localizados entre seis a nove quadras cujo “centro” é a residência do paciente que deu positivo para dengue.

No Residencial 23 de Maio, serão seis quadras, com 86 imóveis, nas Ruas Curió, Juriti e João de Barro. No Jardim Monte das Oliveiras, serão seis quadras, com 150 imóveis, nas seguintes vias: Rua Durval Pavanelli, Rua Angelo Cocato, Rua Pastor Cláudio de Almeida, Rua Antônio Berni (trecho), Rua Vilhelms Rosemberg (trecho).

Por fim, no Jardim Santa Rita 2 e no Residencial Jequitibás, vão receber a nebulização um total de 10 quadras, com 327 imóveis. O trabalho vai acontecer nas Ruas Pastor Cláudio de Almeida, Pedro Abel Jankjovitz, José Assad Salum, Dr Sidney de Souza Almeida, Orlando de Moraes, Oscar Araium (trecho) e Antônio Berni (trecho).

Foto: Divulgação / Prefeitura de Nova Odessa


RECOMENDAÇÕES
O equipamento utiliza baixo volume de inseticida. Mesmo assim, devido à pulverização do veneno contra os mosquitos adultos a partir das ruas atendidas, o Setor de Zoonoses fez uma série de recomendações para os habitantes.

  • Deixar as janelas e cortinas abertas em todo o período da nebulização veicular (das 6h às 8h59), exceto em caso de pacientes acamados e bebês;
  • Retirar veículos estacionados das vias públicas que vão receber o “fumacê”, facilitando o trabalho da máquina de aplicação;
  • Não ficar próximo às janelas ou nas sacadas no momento do “fumacê”. Se possível, ficar nos fundos do imóvel;
  • Retirar animais domésticos dos quintais (cães, gatos, passarinhos etc);
  • Cobrir as gaiolas de passarinhos (se houver);
  • Cobrir ou guardar alimentos e utensílios domésticos em geral;
  • Remover roupas do varal;
  • Após a passagem do veículo, lavar os bebedouros e comedouros dos animais domésticos com esponja e detergente.
Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também