quarta-feira, 19 junho 2024
4 CAMINHÕES

População e empresas de Nova Odessa arrecadam 85 toneladas de donativos para o Rio Grande do Sul

A Prefeitura de Nova Odessa encerrou o recebimento de doações nesta sexta-feira
Por
POR REDAÇÃO

De volta de sua viagem humanitária ao Rio Grande do Sul, o prefeito Cláudio Schooder (o Leitinho) pôde acompanhar, no final da manhã desta sexta-feira (17), o último carregamento de doações da população de Nova Odessa sendo colocado no caminhão da Transportadora LeoFran, com destino à região afetada pelas cheias. Com a carga desta sexta-feira, a campanha alcançou a marca de 85 toneladas de donativos destinadas aos flagelados gaúchos, distribuídos em quatro carretas.

Uma força-tarefa de voluntários atuou ao longo das últimas duas semanas no Paço Municipal recebendo, organizando, classificando e embalando as doações – principalmente roupas, sapatos, alimentos não perecíveis, água, colchões, medicamentos e ração para animais.

O próprio prefeito Leitinho e um grupo de voluntários de Nova Odessa mostraram toda a solidariedade da população da cidade e partiram rumo a Bento Gonçalves/RS a pedido do prefeito Diogo Segabinazzi, para entregar a primeira remessa de donativos e auxiliar no atendimento às vítimas das cheias ao longo da última semana.

Segundo o prefeito gaúcho, por ser médico veterinário, o colega de Nova Odessa teve uma importante missão (além de ajudar as pessoas afetadas pelas chuvas e pelas enchentes): auxiliar no atendimento dos animais resgatados das águas, que continuam assolando grande parte do estado do Sul. Leitinho e equipe seguiram para o Sul dia 12/05 e retornaram na noite do dia 16/05.

Para a presidente voluntária do Fundo Social de Solidariedade de Nova Odessa, Rose Miranda, doar é um ato de amor. “Sinto-me totalmente grata a cada família que se sensibilizou em realizar a sua doação para nossos irmãos do Rio Grande do Sul. Esse ato de amor com certeza fará uma enorme diferença na vida de todas essas pessoas”, declarou.

As quatro carretas foram enviadas para o Rio Grande do Sul pela Transportadora LeoFran, do empresário Francisco Paiva, conhecido como Chico, que não tem medido esforços para levar auxílio às vítimas. A transportadora, que foi responsável por fazer o envio de todas as doações, também doou uma carreta repleta de colchões, que estão servindo de apoio e abrigo para as famílias que tiveram grande perda de bens materiais. “É gratificante poder ajudar a todos os necessitados do Rio Grande do Sul e temos que pensar no próximo e nos mais necessitados”, disse Chico.

COMO AJUDAR

A Prefeitura de Nova Odessa encerrou o recebimento de doações nesta sexta-feira. Mas os interessados ainda podem realizar sua doação se dirigindo até uma agência dos Correios. A agência de Nova Odessa está localizada na Rua Rio Branco, nº 468, no Centro. Já não é mais necessária a doação de roupas, segundo as autoridades gaúchas.

A prioridade é que sejam doados água mineral e itens de cesta básica, fraldas geriátricas e infantis, itens de higiene pessoal (escova de dente, creme dental, sabonete, absorventes, papel higiênico) e itens de limpeza (secos, como sabão em barra, sacos de lixo, panos de limpeza, luvas, escova de limpeza, esponjas). As doações podem ser realizadas em todas as mais de 10 mil agências dos Correios do Brasil.

Cestas básicas devem ser entregues já fechadas ou com os alimentos reunidos em sacos transparentes. O ideal que os itens de higiene pessoal também sejam entregues já reunidos em kits, em sacos transparentes. Separe e identifique os itens por categorias e coloque em caixas ou sacolas que podem ser fechadas/amarradas. Coloque em caixas ou sacola com boa vedação, com cuidado para não haver rasgos ou furos.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também