sábado, 25 maio 2024

Obras da Rumo só’andam’ em Sumaré e em Hortolândia

A Rumo Logística apresentou essa semana os projetos de construção de viadutos sobre a linha férrea em Sumaré e Hortolândia. As obras são contrapartidas pela duplicação da linha férrea, que a Rumo só retomou após a renovação antecipada da concessão da Malha Paulista por mais 30 anos. Já em Americana, onde a empresa tem acordo firmado desde 2011 para construir um viaduto ao lado do Amadeu Elias, a obra segue sem previsão de início.

De acordo com informações da Rumo, a empresa esteve em reunião com as prefeituras de Hortolândia e Sumaré “para apresentação dos projetos das obras que serão realizadas, etapa fundamental para elaboração dos projetos executivos”.

Sumaré irá receber três novos viadutos, sendo dois na região central da cidade e outro na região do Picerno. O valor do investimento total na cidade ainda não foi divulgado.

Em Hortolândia, será feito um viaduto unindo as avenidas Santana e São Francisco de Assis. Cerca de 20 mil veículos passam pelo trecho diariamente. A obra na cidade custará cerca de R$ 40 milhões, que fazem parte de um pacote de R$ 6 bilhões em investimentos em segurança ferroviária que a Rumo fará em 45 municípios paulistas.

Os representantes da Rumo estiveram no gabinete do prefeito Luiz Dalben (Cidadania) na quarta-feira. O deputado Dirceu Dalben (PL), que tem atuado na intermediação dessas obras na região, participou do encontro.

“Estivemos com eles em outubro, e ficou de em março eles apresentarem um esboço do projeto, mas a Rumo se antecipou e vieram hoje mostrar o esboço de um dos viadutos. Queremos agradecer a Rumo pelo compromisso de fazer o mais rapidamente possível esse viaduto e trazer segurança, melhoria na mobilidade urbana para atender Sumaré e a Região Metropolitana de Campinas”, disse o deputado. Não foi divulgado qual dos viadutos foi apresentado.

Em Hortolândia, o prefeito Ângelo Perugini (PSD) recebeu os representantes para conhecer o projeto. Na cidade, a topografia da área onde o viaduto será feito já começou.

“A parceria com a Rumo é importante para melhoramos, ainda mais, a mobilidade urbana na região central. Com a construção do viaduto, integraremos avenidas importantes da cidade com grande circulação de veículos, facilitando o tráfego e, além de tudo, contribuindo com a segurança viária. Uma cidade com viário moderno atrai investimentos e desenvolvimento”, afirmou o prefeito.

AMERICANA

Enquanto isso, em Americana, o acordo firmado em 2011 ainda não tem previsão concreta para sair do papel, apesar de a empresa confirmar que será feito e das cobranças feitas pelo prefeito Omar Najar (MDB).

Em nota essa semana, a empresa repetiu o que disse em novembro, que a obra será feita quando for iniciada a duplicação da linha férrea na cidade, o que tem previsão para acontecer somente em 2023.

“O cronograma e os custos da obra do viaduto ainda serão definidos”, trouxe a nota da empresa.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também