Operação fiscaliza itens da ceia da Natal

Serviço de Defesa do Consumidor verifica em supermercados variação de preços dos produtos natalinos

O Procon Sumaré iniciou ontem a operação “Ceia de Natal” nos principais supermercados da cidade, para fiscalizar a variação de preço dos produtos mais procurados pelo consumidor neste fim de ano.

Além de verificar a evolução do valor cobrado nos itens e se há preços abusivos, o Procon orienta a população, visando contribuir com a análise de compra pelo consumidor.

Entre os produtos avaliados estão panetones, aves, frutas secas, azeites, carnes natalinas tradicionais, conservas e demais itens que compõem a ceia natalina e demais comemorações.

“A operação “Ceia de Natal” é importante para gerar tranquilidade ao consumidor para que ele possa adquirir produtos com qualidade e preços justos neste fim de ano, norteando a população onde comprar, como pesquisar.

O Procon Sumaré está cada vez mais estruturado para atender as demandas e garantir que os direitos da população sejam respeitados”, comentou o prefeito Luiz Dalben (PPS).

Em caso de dúvidas ou denúncias, os cidadãos podem procurar o Procon pelo telefone (19) 3873-1071 ou pessoalmente, das 8h às 16h30. O órgão fica no Centro Administrativo Odette Jones Gigo. O endereço é Rua Ipiranga, 73, região central da cidade.

DICAS DO PROCON

A Fundação Procon-SP tem dicas que podem render uma ótima refeição gastando pouco. Para começar, é importante fazer uma lista de produtos.

A grande variedade muitas vezes facilita, mas também pode dificultar boas escolhas. Então, fazer uma lista e pesquisa prévia em folhetos e anúncios publicitários ajudam a evitar gastos desnecessários.

Para conter as despesas é preciso planejar o cardápio da ceia, incluindo todos os alimentos, bebidas e ingredientes que serão utilizados.

Alguns estabelecimentos costumam fazer promoções de produtos que estão com prazo de validade próximo. Nesses casos, o ideal é comprar a quantidade que será consumida neste período para evitar riscos à saúde.

É importante também ficar atento quando o preço do produto registrado pelo caixa for diferente do informado na gôndola, vale sempre o menor.

 

 

Pin It on Pinterest

Share This