PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Prefeitura de Hortolândia obtém mais de R$ 600 mil para projetos ambientais

Recursos de banco a fundo perdido serão utilizados em arborização urbana e levantamento de nascentes

A cidade de Hortolândia conquistou 150 mil dólares para investimento em projetos ambientais. O dinheiro é a fundo perdido – ou seja, sem necessidade de reembolso por parte do Poder Público. Em Real, se considerado o valor do dólar comercial desta quinta-feira (5), o valor seria equivalente a aproximadamente R$ 630 mil. 

PUBLICIDADE

Os recursos são oriundos do Banco Internacional CAF (Corporação Andina de Fomento) e, de acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Hortolândia, serão utilizados em dois projetos prioritários: o Plano de Arborização Urbana e o Levantamento das Nascentes do Município. 

A aprovação dos projetos foi informada à prefeitura na última quarta-feira (4), via documento assinado pelo representante da CAF no Brasil, Jaime Holguín. 

PUBLICIDADE

A próxima etapa será a formalização e assinatura do Termo de Cooperação Técnica, a ser feita pelo prefeito Ângelo Perugini (PDT) em Brasília (DF), em breve. 

Ambos os projetos foram apresentados a Perugini como metas para 2020, durante reunião geral com os servidores do Meio Ambiente, no último dia 28. 

PUBLICIDADE

A previsão é que tanto o plano de arborização urbana quanto o levantamento de nascentes estejam concluídos até setembro do próximo ano. 

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, José Nazareno Gomes, os estudos serão feitos por empresa a ser contratada pela CAF. 

O Termo de Cooperação com a CAF faz parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), implantado pelo prefeito Perugini para estimular o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano da cidade. 

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This