PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Prefeitura de Nova Odessa cobra da EMTU reparos no viaduto e Bosque Manoel Jorge

Uma equipe técnica da empresa controlada pelo governo estadual estará em Nova Odessa na quarta-feira, dia 22

O prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza se reuniu nesta quarta-feira (15), em São Paulo, com o presidente da EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbanos), Marco Antonio Assalve, para cobrar a solução de algumas inconformidades nas obras do Bosque Manoel Jorge e do viaduto que liga a Avenida Ampélio Gazzetta à Rodovia Astrônomo Jean Nicolini.

PUBLICIDADE

Uma equipe técnica da empresa controlada pelo governo estadual estará em Nova Odessa na quarta-feira, dia 22, para uma vistoria in loco nas duas obras. A EMTU também se comprometeu a exigir das construtoras responsáveis pelas intervenções agilidade nos reparos.

Também participaram da reunião o diretor de Convênios da Prefeitura de Nova Odessa, Joacir Florêncio; a superintendente de engenharia da EMTU, Maria Tereza de Campos; a assessora Letícia Santos Mansini, e profissionais da equipe técnica que estará em Nova Odessa na próxima semana.

PUBLICIDADE

Com relação ao viaduto, o relatório entregue por Bill ao presidente da EMTU aponta a falta de grama em alguns trechos da “saia” do talude, o que vem provocando erosão na área. Outro problema apontado foi a falta de sinalização para quem vem de Americana e segue para a região central de Nova Odessa ou a Avenida Ampélio Gazzetta e o mesmo problema para quem segue pela Ampélio Gazzetta e tem como destino a cidade vizinha. O documento fala também da necessidade de reparos no trecho do asfalto danificado pelo depósito provisório de materiais durante as obras e no sistema de iluminação sob o viaduto.

“Reconhecemos a existência dessas pendências e nós já cobramos a empresa para que ela resolva o problema o mais rápido possível”, afirmou Assalve. “São problemas pontuais, mas que precisam ser corrigidos. E essa reunião de hoje me deixou bastante tranquilo, pois tenho a certeza que a EMTU, na pessoa do seu presidente, vai cobrar a realização dessas correções”, disse Bill.

PUBLICIDADE

Em relação ao Bosque Manoel Jorge, a EMTU já concedeu à construtora Camargo Corrêa o termo de recebimento provisório e para liberar o termo definitivo, exigirá, mais uma vez, os reparos necessários, como solucionar a erosão próximo ao sistema de drenagem, recolher restos de materiais deixados no local, reposição de um gradil de proteção na altura da escada hidráulica construída para conter a velocidade da água, bem como reparos no pavimento e guias. “A empresa, neste caso, já foi notificada e tem 60 dias para resolver as pendências, prazo este que já está correndo”, explicou Maria Teresa. “O Bosque Manoel Jorge é um dos cartões postais de Nova Odessa, recebe muitas pessoas, muitas famílias todos os dias. Para a nossa comunidade, o bosque tem uma relevância muito grande. Fico satisfeito com o compromisso da EMTU e na quarta-feira que vem estaremos acompanhando a vistoria”, disse Bill.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This