sexta-feira, 14 junho 2024
PROGRAMA SOCIAL

Restaurantes “Bom Prato” abrem neste Natal pela primeira vez

É a primeira vez que o restaurante funciona nos dias de Natal (25) e Ano Novo (1)
Por
Isabela Braz

Foto: Arquivo/TODODIA

Pela primeira vez nos 23 anos de história do programa social, 73 unidades fixas dos restaurantes Bom Prato funcionarão no dia de Natal, nesta segunda-feira (25) e também no dia de Ano Novo (1). Os almoços serão servidos das 12h às 15h.

O programa, que fornece comidas de qualidade com um valor fixo de baixo valor para os mais vulneráveis – com almoço e janta a R$ 1 –, teve abertura dos restaurantes determinada pelo Governo Estadual, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social.

Para essa ação, foram investidos R$ 4,3 milhões, dobrando o subsídio por refeição, passando de R$ 7,10 (dias normais) para R$ 14,20 nestes dias de festas.

Entre as unidades abertas da região, estão os municípios de Campinas, localizada na Avenida Doutor Moraes Sales, 384, no Centro. E em Sumaré, na Rua José Maria Miranda, 581, Centro. As unidades móveis não funcionarão nessas datas.

Segundo divulgado pelo Governo, os cardápios contarão com pratos típicos como pernil colorido, farofa festiva, peixe ao leite de coco, arroz com passas, farofa de banana, salpicão e mini panetone.

“O Natal e Ano Novo são datas importantes, mas infelizmente muitas pessoas não terão condições de preparar um almoço especial, e centenas estarão sozinhas. Pensando na população em vulnerabilidade social, os restaurantes Bom Prato abrirão suas portas e receberão seus frequentadores com um almoço digno, saudável e saboroso”, disse o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento.

Balanço 2023

O Programa Bom Prato, a principal política pública de combate à fome do Estado, cresceu 24% em 2023, servindo mais de 40 milhões de refeições no ano e beneficiando cerca de 4 milhões de paulistas ao mês.

Outra novidade foi a entrega de 17 unidades móveis do programa ao longo do ano, fundamentais para levar o alimento até as pessoas que não conseguem se locomover até às unidades fixas das cidades, combatendo a fome nas áreas mais precárias.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também