terça-feira, 23 abril 2024

Preso motorista acusado de atropelar e matar manifestante do MST em Valinhos

A Polícia Civil em Valinhos, na RMC (Região Metropolitana de Campinas), prendeu no final da tarde de hoje (18) o motorista de uma caminhonete Mitsubishi L200, preta, acusado de atropelar um grupo de manifestantes do acampamento “Marielle Vive”, ligados ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), quando eles iniciavam uma manifestação na manhã desta quinta-feira, na altura do quilômetro 7 da Estrada dos Jequitibás, diante da ocupação, na Fazenda Eldorado, no bairro Santana. Um manifestante aposentado, de 72 anos, morreu no atropelamento e um cinegrafista ficou ferido.

O condutor do veículo, identificado como Leo Luís Ribeiro, teria ficado “nervoso” porque queria passar e acelerou o carro em direção ao grupo, que estava iniciando pela manhã o bloqueio total da via pública, em protesto contra a Prefeitura de Valinhos – cobrada pelo movimento a fornecer água à área ocupada há cerca de um ano por 400 famílias.

O acusado pelo crime conseguiu fugir, mas com base em características do veículo e em imagens de câmeras de segurança de condomínios e das cidades de Valinhos e de Itatiba, a Polícia conseguiu capturá-lo no final da tarde, em Itatiba, onde ele foi preso e teria confessado o crime.

VÍTIMAS

A vítima fatal no atropelamento foi identificada como sendo o aposentado Luis Ferreira da Costa, 72 anos. Ele foi socorrido por uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros, mas morreu antes que chegasse na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Valinhos.

Nessa mesma unidade de saúde foi socorrido, com ferimentos considerados leves, o cinegrafista Carlos Filipe Tavares, que registrava a manifestação e foi o primeiro atropelado. Ele disse que tudo foi muito rápido, os carros estavam parados em razão do protesto, até que surgiu a caminhonete e ele só sentiu o impacto, sendo jogado ao solo.

O veículo atingiu a vítima fatal e outros manifestantes, que sofreram pequenas escoriações e dispensaram atendimento médico. Na Polícia Civil, o caso foi registrado como homicídio simples e lesão corporal. O velório do aposentado Luis Ferreira da Costa será nesta sexta-feira, em Hortolândia. Em nota, a Prefeitura de Valinhos lamentou o ocorrido, disse que o caso agora é de Polícia e informou que, embora os manifestantes estejam em área particular e o caso da ocupação está sendo analisado na Justiça, a questão (água) reivindicada pelos moradores já estava sendo atendida.

 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também