segunda-feira, 4 março 2024
ENTREVISTA

Piovezan destaca qualidade de vida e desenvolvimento de Santa Bárbara d’Oeste

Em entrevista à Rede TODODIA, prefeito ressalta as muitas conquistas da cidade e os projetos que investem na saúde e no bem-estar dos cidadãos barbarenses
Por
Redação

O prefeito Rafael Piovezan destacou as conquistas de Santa Bárbara d’Oeste nos últimos anos e os projetos e programas que investem recursos do Município na saúde e no bem-estar da população da cidade, como o QualiVida e a construção das áreas de bem-estar e lazer. Em entrevista ao jornalista e apresentador da Rede TODODIA, Danilo Bueno, Piovesan – que também é graduado em Ciências Biológicas pela Unesp de Rio Claro, onde fez mestrado, doutorado e pós-doutorado em zoologia – disse que se sente honrado “de poder cuidar de uma cidade tão maravilhosa quanto essa” Leia a entrevista abaixo.

TODODIA: Olá, prefeito, muito obrigado por receber nossa equipe em seu gabinete para falarmos hoje sobre o aniversário de 205 anos de Santa Bárbara.

RAFAEL PIOVEZAN: Eu que agradeço. É sempre uma satisfação poder falar um pouquinho da nossa cidade, falar um pouquinho do nosso trabalho, da nossa história, e é maior ainda essa satisfação ao falar nesses 205 anos de história de Santa Bárbara d’Oeste. Eu me sinto muito honrado, enquanto barbarense, de poder cuidar de uma cidade tão maravilhosa quanto essa.

TODODIA: Neste ano de 2023, Santa Bárbara teve uma série de entregas de novos equipamentos municipais, muitos deles voltados para melhoria da qualidade de vida, do lazer, do bem-estar, em diversas áreas do município, incluindo a Zona Leste. No que o QualiVida se destaca dentre todos os outros programas municipais?

PIOVEZAN: O QualiVida surge como uma política pública, eu acho que esse já é um ponto de referência importante para a gente tratar. E ele tem como pressuposto alguns conceitos fundamentais no que a gente chama de promoção à saúde. Então, ele pega o que existe de melhor no mundo, em termos de projetos de saúde coletiva, da atenção básica, do sistema de saúde, por exemplo, do Canadá, da Inglaterra, que são aqueles que serviram de modelo para o nosso SUS, aqui no Brasil. E você também trabalha um conceito que está muito ligado na promoção à saúde. O QualiVida tem dois pilares. Ele tem esse pilar, que é voltado para a população adulta, principalmente aqueles com mais de 60 anos, que passam pelas unidades básicas de saúde e que têm uma prescrição junto à equipe médica, a equipe de enfermagem da unidade, para ir fazer uma atividade física em um dos pontos que nós entregamos aí na cidade. São 40 pontos onde nós temos um técnico desportivo junto com uma estrutura de equipamentos esportivos que permite à pessoa ir lá e fazer uma atividade física. O outro pilar é pegar as crianças em vulnerabilidade nos bairros onde esse impacto é extremamente relevante, trazer elas para atividades físicas esportivas no contraturno da escola. A gente já tem grandes núcleos, um desses exemplos aí inclusive já atrelado a uma área que a gente acabou de entregar nas últimas semanas, que é a do Santa Rita, um complexo esportivo lá do Santa Rita, nós temos 300 crianças que fazem atividade física lá. Jogam futebol, jogam basquete, fazem o treinamento e lá a gente entregou esse espaço.

TODODIA: É muito interessante, ele caminha atrelado também a outros investimentos da saúde pública, como a UBS e tem também um mega investimento, um mega projeto, que é o Cidade Saúde.

PIOVEZAN: Sim, nós temos atrelado a esse projeto, com essa concepção de cuidado, de promoção à saúde, duas regiões que vão receber equipamentos, além de todas as outras que a gente faz, a manutenção, as ampliações, a gente fez muito disso em todas as unidades, todas as regiões, mas tem duas delas, o Jardim Europa e o Jardim Pérola, que vão receber equipamentos novos, que são as novas propostas que nós temos para a saúde pública, para a atenção básica. Os novos complexos regionais de saúde são obras muito grandes que estão em andamento, inclusive no Jardim Pérola, nós já estamos na fase de instalação dos móveis, colocação dos equipamentos, contratação do pessoal, e ali e no Jardim Europa nós vamos ter essa modalidade diferente. É uma modalidade diferente porque nós vamos oferecer serviços que hoje a estrutura atual não nos permite colocar. Além do programa de saúde da família, do médico de saúde da família, que é uma modalidade que nós criamos e que vai atender de forma mais intensa as regiões, a gente vai ter outras especialidades que vão fazer muito sentido do ponto de vista de organização das consultas nessas regiões. Esses dois vão ser modelos importantes, a gente sabe que tem muito trabalho pela frente, nós estamos preparando todas as estruturas que são necessárias, mas eles são as propostas que nós temos para levar a outros bairros da cidade modelos como esse. Tem outros projetos que estão em andamento, o CAPES infantil, que é para cuidar da saúde mental da criançada lá no Santa Rita. O Cidade Saúde é uma estrutura que pega todos os serviços de saúde que hoje estão espalhados pela cidade e leva num ponto central, do ponto de vista até geográfico da cidade, na Avenida Santa Bárbara, a gente está construindo um prédio com três pavimentos mais uma laje. Na frente dele nós vamos ter um novo terminal de integração da Zona Leste, da área central. E ali a gente vai concentrar tudo o que o cidadão precisa para o atendimento da saúde. Eu acho que isso que é importante. A gente vai trazer para esse espaço todos os atendimentos que se fazem necessários para a população barbarense poder ser atendida.

TODODIA: O desenvolvimento econômico também está em um outro patamar. Santa Bárbara parece que virou a “menina dos olhos” de muitas empresas. O que tem despertado esse interesse para ter atraído tanto investimento para cá?

PIOVEZAN: Olha, eu sempre falo que a chegada de novos investimentos, a vinda de novas empresas, a geração de emprego, não tem receita mágica. Ela exige trabalho, dedicação e compromisso. Então, ao longo dos últimos 10, 12 anos, nós estamos numa crescente com relação à estrutura que a cidade oferece para quem quer investir aqui. Eu falo isso porque fui diretor superintendente do DAE e nós entregamos, em seis anos que eu fiquei lá, as maiores obras da história da cidade. A ETE, a Estação de Tratamento de Esgoto Toledo II e a ETE Barrocão são duas das maiores obras que a gente já teve aqui em Santa Bárbara d’Oeste. E elas tratam, hoje, somadas à ETE Balsa e a Toledo I, 100% de esgoto aqui na nossa cidade. Isso foi um passo fundamental para que nós mostrássemos para todo mundo que quer investir algum recurso aqui na nossa cidade, que a gente tem uma cidade preparada, que a gente tem uma cidade qualificada para receber investimentos. Além disso, nós temos um novo investimento que está em andamento, e eu também tive o privilégio de compor junto com a equipe os passos que foram necessários para que ele ocorresse, que é a nossa nova represa. São obras importantes que trazem o quê? A garantia para quem vai investir aqui, a certeza que é uma cidade estruturada. Santa Bárbara ficou entre as dez cidades mais seguras do Estado de São Paulo, ficou como a cidade mais segura com mais de 100 mil habitantes. E é por isso que o desenvolvimento econômico tem mostrado que nós estamos no caminho certo. Nós temos a menor taxa de desemprego da população economicamente ativa aqui da região e eu acho que esse é o caminho, esse é o caminho certo do desenvolvimento. Eu sempre penso muito nisso, que desenvolvimento econômico, geração de emprego, de renda, tudo isso passa por um planejamento que a gente vem fazendo e que mostra que Santa Bárbara está no caminho certo.

TODODIA: Santa Bárbara foi contemplada recentemente com o título de Capital da Cultura, pelos investimentos em tantos festivais. Podemos citar o festival Tradições, da cultura nordestina…

PIOVEZAN: Rock Fest, nós fizemos a Feira das Nações, nós vamos ter o Festival Raízes, agora, teatro. A gente tem os eventos que ocorrem na cidade. Nós temos também uma plataforma e uma política pública voltada para os artistas, para a formação deles. A gente está investindo na maior reforma, desde a construção do Teatro Manuel Lira, nós estamos fazendo a maior reforma que já tivemos. Nós entregamos o Centro de Cultura Ambiental. Nós pegamos a Usina Santa Bárbara e fizemos instalação de toda a parte dos hidrantes, troca de toda a iluminação, substituição da rede elétrica, construção de vestiários novos. A gente conseguiu colocar em funcionamento algo que para o barbarense tem muito impacto, que era a utilização dos barracões da usina, que ficaram fechados por muito tempo em virtude da falta dessas obras. A gente conseguiu fazer com que eles se tornassem novamente utilizáveis e pudessem receber ainda mais eventos em estruturas e espaços novos. Então, o investimento na cultura se configurou em Santa Bárbara d’Oeste e não só um espaço para todo mundo, todos os artistas, artesãos, todo mundo que trabalha e vive da arte, mas também num contexto turístico e gastronômico. Santa Bárbara se tornou um polo da gastronomia e a gente tem muito orgulho de falar disso, porque gera muito emprego, gera muita renda.

TODODIA: Eu queria que você comentasse sobre dois aspectos, um que é justamente o programa Acolhimento Ninho e também o Vida Longa, e como que se encaixa em tudo isso a responsabilidade fiscal, porque Santa Bárbara, sem deixar de investir em programas prioritários, conseguiu também produzir um superávit fiscal.

PIOVEZAN: O Ninho é um projeto de acolhimento para crianças e adolescentes de 0 a 18 anos, em famílias que são determinadas e cadastradas junto à prefeitura. A gente recebe essas crianças no momento mais difícil da vida delas, os pais estão com algum problema, aconteceu alguma coisa muito difícil na vida dessa criança. Através dessa família, durante um tempo, essa criança vai ficar lá, recebendo carinho, amor, respeito, um ambiente familiar de responsabilidade, estruturado, até que os problemas de sua família biológica passem, até que a tempestade fique para trás. O Vida Longa já é um projeto voltado para a terceira idade, para a melhor idade. Então, aqueles idosos em situação de vulnerabilidade, que têm as questões socioeconômicas mais complicadas, mas que não têm dificuldade em andar, de interagir, que são autônomos do ponto de vista dos cuidados consigo mesmo, eles podem buscar esse apoio junto à Secretaria de Promoção Social e a gente vai fazer toda a triagem, o encaminhamento. O Vida Longa é esse condomínio com 28 casas que pode abrigar até 56 idosos e lá eles recebem tudo, além da casa toda mobiliada com geladeira, fogão, micro-ondas, cama, armário, enfim, tudo. Eles têm tudo lá.

TODODIA: E, para encerrarmos, prefeito, em meio a tantos projetos, tantos desafios, a administração marcou outro gol, que foi justamente esse superávit fiscal. Na visão do gestor municipal, o que isso significa?

PIOVEZAN: Olha, eu acho que, fundamentalmente, é você ter um regramento com relação a tudo que você tem de contratos e de ações dentro da administração. E é sempre importante ter um olhar, fazer um trabalho muito próximo, com uma equipe muito qualificada. Eu, hoje, cuido da cidade junto com uma equipe que me ajuda muito a cuidar de Santa Bárbara d’Oeste e a cuidar da administração. Então, a gente vem de dois anos, 2021 e 2022, que, por mais difíceis que tenham sido, dois resultados muito positivos com relação à redução de déficit e o superávit que nós apresentamos, contratando pessoal. A própria área de segurança pública, nós fizemos a maior contratação de guardas da história. Na saúde, a gente contratou. Professores, nós contratamos. Então, mesmo com todas essas dificuldades, nós mantivemos o nosso compromisso de atendimento da população barbarense com contratação de servidores públicos para nos ajudar a cuidar da cidade. E não é diferente em 2023. A gente vive um ano mais difícil com relação à arrecadação do Governo Federal e do Governo do Estado. A gente sabe que os recursos diminuíram, o Fundo de Participação dos Municípios, o ICMS, tiveram uma queda. Entretanto, nós sempre mantivemos o nosso planejamento, a busca por resultados positivos, em cuidar com muita seriedade e responsabilidade dos recursos públicos e investir naquilo que é importante fazer. E eu me sinto honrado, muito feliz e, assim, com uma gratidão eterna a essa cidade fantástica onde eu tive a oportunidade de nascer e construir a minha vida aqui. A minha família está aqui. Então, esses compromissos, não só com os serviços, mas com a gestão, com a situação fiscal, eles são porque eu tenho o meu berço aqui.

TODODIA: E para fecharmos esse especial dos 205 anos de Santa Bárbara d’Oeste, que mensagem você gostaria de deixar para o barbarense?

PIOVEZAN: Olha, eu quero deixar uma mensagem de muito respeito, de muita honra que eu sempre tive em cuidar da nossa cidade, em fazer parte da história de Santa Bárbara d’Oeste, em dividir com tanta gente que ajudou essa cidade fantástica a chegar nesse ponto. Dizer para vocês que vocês podem ter o meu compromisso, agora e sempre que for necessário, de ajudar a nossa cidade cada vez mais a avançar.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também