segunda-feira, 4 março 2024

Cidade vive ‘boom’ imobiliário e prevê dobrar número de condomínios

Com população crescendo 40% em uma década, Paulínia agora tem novo Plano Diretor e vê expansão rápida da quantidade de imóveis 

Paulínia conta com mais de 30 condomínios de casas e apartamentos e prevê o mesmo número de novos empreendimentos instalados na cidade nos próximos anos

Uma das cidades que mais crescem na Região Metropolitana de Campinas (RMC), Paulínia vem passando por grande transformação nos últimos anos, com sua população aumentando 40% em pouco mais de uma década – de 80 mil para cerca de 120 mil habitantes, de acordo com estimativas do Censo 2022 do IBGE. Junto com o “boom” demográfico vem o crescimento imobiliário.

Segundo Fábio Luís Passeri, proprietário da imobiliária Casa Mais Imóveis, em Paulínia, e subdelegado regional do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci), a cidade conta com mais de 30 condomínios de casas e apartamentos, com predominância de imóveis horizontais de casas. “Nossa previsão é que, nos próximos anos, tenhamos próximo desse número em novos lançamentos de loteamentos fechados, abertos e apartamentos”, disse Passeri.

Segundo ele, os últimos lançamentos de loteamentos fechados de terrenos na cidade tiveram venda recorde, esgotando-se em aproximadamente uma semana. “Com isso, os preços também acompanharam essa alta. Tivemos, de 2018 a 2022, um aumento em torno de 40% a 50% no valor do metro quadrado de terrenos em loteamentos fechados e imóveis prontos, pois a procura está maior que a oferta”, explicou Passeri.

Os motivos para tamanho crescimento, continua Passeri, são os atrativos de Paulínia, como baixo valor de IPTU, segurança e qualidade de vida, além da proximidade da cidade com grandes centros como Campinas. “Há uma expectativa, pelas projeções, de que Paulínia chegue em pouco tempo próximo a 200 mil habitantes, o que com certeza manterá a alta demanda por imóveis para compra ou locação”, disse.

NOVO PLANO DIRETOR

Em dezembro do ano passado, a Prefeitura de Paulínia publicou a Lei Complementar 10/2022, que institui o novo Plano Diretor de Paulínia, que prevê diretrizes de desenvolvimento sustentável para os próximos dez anos no município. Os trabalhos de discussão do novo plano começaram em 2020 e contaram com assessoria técnica da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e diversas audiências públicas.

Segundo a Prefeitura, o objetivo do novo Plano Diretor é aprimorar o planejamento urbano da cidade, com a elaboração de propostas e novas ferramentas de políticas públicas voltadas ao macrozoneamento, zoneamento e regras urbanísticas.

Também foi aprovada e publicada a Lei Complementar 92/2022, que trata do Uso e Ocupação do Solo, abordando as diretrizes para o crescimento e ocupação do solo do município, visando organizar a cidade e seu crescimento ordenado. 
Os motivos do crescimento são atrativos da cidade, como baixo valor de IPTU, segurança e qualidade de vida

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também