PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Coronavírus: americanense relata isolamento na Bélgica

Zagueiro Matheus Borges está em quarentena há 15 dias com a família

O zagueiro americanense Matheus Borges, de 28 anos, tem convivido com a pandemia do Coronavírus a 9,6 mil quilômetros de casa. O atleta defende o Royal Antwerp, da Bélgica, e está em quarentena em sua residência, com a esposa e a filha, em Antuérpia, sede do clube, há 15 dias, desde quando o campeonato local foi paralisado por conta das ações de prevenção à doença. 

PUBLICIDADE

“Continuamos aqui na Bélgica até uma definição. As coisas estão bem restritas aqui, até pela proximidade e fazer fronteira com a Alemanha e a França, que são países onde a doença está mais avançada. Faz 15 dias que não frequentamos mais o clube, que nos orientou a só ficar em casa”, comentou Borges, em entrevista ao TODODIA, onde informou ainda que naquele país são 3.400 casos de Covid-19, com 75 mortes, de acordo com a última atualização, em boletins diários que são divulgados sempre ao meio-dia (horário de Antuérpia). 

“O número de mortos aqui é considerável, mas está abaixo da média do que já ocorreu nos países vizinhos, como Alemanha, França e Holanda. Pelas projeções, estamos chegando próximos do pico, e acredito que depois disso os casos vão começar a diminuir”, relatou 

PUBLICIDADE

Matheus explica que no último decreto emitido pelo governo local já está prevista multa para quem deixar suas residências. 

“A partir desta segunda-feira (23), todos estão proibidos de sair na rua em grupos com três ou mais pessoas, sem justificativas, como ir ao mercado ou farmácia. A multa para quem descumprir é de 500 euros. Não é tão difícil para o pessoal daqui acostumar a ficar recluso porque na época de inverno é muito rigoroso e as pessoas dificilmente saem de casa”, relatou. 

O americanense ressalta o apoio que os atletas têm recebido do clube para permanecerem em casa. “O clube está dando um suporte bem legal, fornecendo alimentação todos os dias, um funcionário vem aqui entregar. Tudo para a gente evitar de ficar se deslocando até o mercado. Ainda se vê pessoas nas ruas, mas jamais em grupos”, contou. 

O defensor diz como tem mantido a forma física nesses dias de quarentena. “O que dá para fazer na sala e na sacada eu faço aqui. E utilizo a garagem do condomínio e o gramado do jardim para exercícios que exigem maior espaço”, explicou. 

Borges fala também sobre as dificuldades em ser o único brasileiro no elenco do Antwerp. “Dificulta, mas é pouco, porque tenho amigos na cidade e no caso da necessidade de alguma emergência o clube auxilia também”, avaliou. 

O Royal Antwerp é o atual quarto colocado da 1ª divisão do campeonato belga, com 53 pontos, atrás apenas do líder Club Brugge, do Gent e do Charleroi. 

CARREIRA 

Capitão das equipes Sub–15 e Sub-17 nas bases do Rio Branco, onde assinou seu primeiro contrato profissional e fez parte da conquista do título da Copa Ouro Tupi de 2008, Matheus Borges Domingues se transferiu ao Londrina ainda com idade Sub-20 e lá permaneceu por oito temporadas até deixar o clube paranaense em 2017, quando passou a defender o Royal Antwerp. 

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This