Domingo, 26 Junho 2022

Torcida quer levar coração de Maradona à Copa

EsportesARGENTINA

Torcida quer levar coração de Maradona à Copa

Maradona morreu em 25 de novembro de 2020 por insuficiência respiratória 

MARADONA | Ídolo foi enterrado sem o coração por causa da investigação da sua morte (Foto: Divulgação)
Na primeira Copa do Mundo após a morte de Diego Maradona, um grupo de torcedores argentinos iniciou uma campanha para que o coração do camisa 10 seja levado para o Qatar durante o torneio.

"El Corazon de Diego" (o coração de Diego, em espanhol) quer criar um movimento de apoio popular para que o órgão esteja no país-sede do Mundial entre novembro e dezembro.

"Todos os maradonianos fanáticos apoiam isso. Ele sempre acompanhou a Argentina, não apenas no futebol. Queremos que seu coração possa viajar ao Qatar com a seleção", afirma o publicitário Javier Menstati, um dos idealizadores da campanha, à reportagem.

Maradona morreu em 25 de novembro de 2020 por insuficiência respiratória. Ele tinha 60 anos. Por causa da investigação sobre as causas do seu falecimento, foi enterrado sem o coração, fígado e rins. Os órgãos estão sob a custódia da Justiça Argentina, em um prédio em La Plata, na Grande Buenos Aires.

Quando sofreu a parada respiratória, ele era técnico do Gimnasia y Esgrima, clube da cidade. O médico Leopoldo Luque e a psiquiatra Agustina Cosachov foram indiciados por homicídio culposo. Os termos da internação domiciliar de Maradona, que havia passado por cirurgia na cabeça no mês anterior à morte, não foram respeitados.

Foi divulgado no ano passado um plano de barras bravas (o núcleo mais violento das organizadas) do Gimnasia para roubar o coração de Maradona. A segurança foi reforçada. "Nada melhor que o coração de Diego esteja no Qatar para que tanto ele quanto os jogadores e os amantes do futebol se sintam próximos de alguma maneira", diz Cesar Perez, administrador de La Casa de D10S. 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/