Ex-namorado é preso após assassinar empresária

Homem de 29 anos usou uma toalha para estrangular mulher de 40 em Americana

A Polícia prendeu ontem um homem de 29 anos, que confessou ter matado a ex-namorada, de 40, na residência dela, no Jardim Amélia, em Americana, na segunda-feira. Segundo a investigação, Bruno César Bueno Bernava usou uma toalha para estrangular a empresária Katia Keiko Picioli, mãe de três filhos, e que havia terminado o relacionamento com ele havia poucos dias.

 

Na sequência do crime, Bernava fugiu com o carro da vítima, um Citroen C3, e abandonou o corpo dela em um canavial em Nova Odessa, mas após rápida investigação das autoridades acabou preso horas depois, já na cidade de Tupi Paulista (SP), onde tem família.

 

O caso foi investigado pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Americana. De acordo com Luiz Carlos Gazarini, delegado titular da DIG, a família informou o desaparecimento da empresária Katia Keiko Picioli na segunda-feira.
Uma funcionária da casa chegou para trabalhar e não encontrou a empresária, que teria sumido no espaço de tempo entre a saída do filho e a chegada da empregada.

 

Segundo Gazarini, foram encontrados sinais de luta corporal na casa da vítima. “Foram encontrados sinais de luta no banheiro externo, próximo a uma churrasqueira, e de frente a um banheiro uma pequena quantidade de sangue”, disse o delegado.
A hipótese inicial era de um possível sequestro, mas no início da investigação foi verificado que o carro do ex-namorado estava do outro lado da rua.

 

De acordo com o delegado, o homem estrangulou a empresária dentro do banheiro, com o auxílio de uma toalha. Na sequência, fugiu com o carro da empresária e o corpo dela.

 

A equipe de investigação fez o registro do carro dela no sistema “Detecta” de rastreamento, para acompanhar a movimentação do veículo. “No transcorrer da investigação conseguimos descobrir que o autor teria abastecido o carro da vítima, mas por não ter dinheiro para a despesa, teria deixado um documento (no posto)”, explicou o delegado.

 

Assim, os policiais emitiram um alerta sobre a identidade do suspeito. A partir do monitoramento, a Polícia o localizou em Tupi Paulista, para onde fugiu para a casa de parentes.

 

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) emitiu nota oficial ontem à tarde, confirmando que Bruno Bernava confessou o crime. Por videoconferência, ele explicou onde tinha deixado o corpo, que foi encontrado em um canavial de Nova Odessa.
O assassino foi preso em Tupi e será transferido para Americana, onde passará por interrogatório. Ele já teve a prisão temporária decretada pela Justiça.

 

Katia deixou três filhos. O corpo dela foi velado e sepultado ontem no Cemitério da Saudade, em Americana.

Pin It on Pinterest

Share This