terça-feira, 27 fevereiro 2024

Doria se manifesta pela 1ª vez a favor do impeachment do presidente Bolsonaro

Governador de São Paulo afirmou que o presidente “afronta a Constituição, desafia a democracia e empareda a Suprema Corte brasileira”  

João Doria esteve no Copom para o monitorar o esquema especial de policiamento das manifestações – Divulgação/Governo de São Paulo

Durante entrevista coletiva nesta terça-feira (7), o governador do estado de São Paulo, João Doria, se posicionou publicamente pela primeira vez a favor do impeachment do presidente Bolsonaro. Ele estava no Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) acompanhando os atos que acontecem neste 7 de setembro.

“Eu até hoje nunca havia feito nenhuma manifestação pró-impeachment. Me mantive na neutralidade entendendo que até aqui os fatos deveriam ser avaliados e julgados pelo Congresso Nacional, mas depois do que assisti e ouvi hoje em Brasília, sem sequer ter ouvido o que ele pronunciará aqui, ele claramente afronta a Constituição, desafia a democracia e empareda a Suprema Corte brasileira”, disse.

Doria ainda ressaltou que só pelo discurso feito em Brasília, nesta manhã, a presidente Jair Bolsonaro já tem motivos para sofrer impeachment. “O volume de crimes já cometidos pelo presidente da República no dia de hoje nas manifestações são mais do que suficientes para justificar, se não for um novo pedido, justificar os mais de 130 pedidos de impeachment que adormecem na mesa do presidente da Câmara Federal em Brasília”, disse.

O governador ainda defendeu que o PSDB passa a ser oposição ao governo Bolsonaro e não mais adote a posição de neutralidade. O presidente do PSDB, Bruno Araújo, convocou uma reunião extraordinária da Executiva para esta quarta-feira (8).

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também