‘Alguma coisa não fecha’, diz Doria sobre concessão

0 58
O candidato ao governo do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que há uma contradição na ideia defendida pelo atual governador e candidato à reeleição, Márcio França (PSB), de conceder a Rodovia SP-304 à iniciativa privada.
O ex-prefeito de São Paulo, também candidato ao governo, argumenta que não há concessão sem pedágio em “nenhum lugar do mundo” e que, se eleito, pretende discutir o tema com as prefeituras da região de forma “municipalista”, e não “impositiva”.
No último sábado, em evento em Piracicaba, França disse ver “chance zero” de instalação de novos pedágios em toda a extensão da SP-304, nos trechos entre Americana, Piracicaba, São Pedro e Charqueada. Quanto à concessão, França disse que está em estudo um “novo modelo, no qual o governo pode participar com algumas intervenções”.
João Doria procurou a redação do TODODIA na última terça-feira para comentar o assunto. Em sua visão, há uma “dicotomia” nas declarações do governador. “Não conheço rodovias concedidas ao setor privado não pedagiadas, nem no Brasil e nem no mundo. Pode ter pedágios com valores inferiores, de ponto a ponto, mas não conheço nenhuma concessão sem pedágio. Também é um pouco estranho, e não quero fazer juízo de valor, mas se é do envolvimento público a administração é pública. Se é privada, a administração é privada. Há uma dicotomia (nas afirmações). Não conheço detalhes, mas pelo andar da carruagem alguma coisa não fecha”, opinou Doria, por telefone.
Atualmente, a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) realiza estudos preliminares sobre os investimentos e formas de financiamento do projeto. A entidade não confirmou a informação da assessoria de campanha de França, que garante que não haverá pedágio na SP-304.
Questionado sobre esse estudo, Doria disse que pretende analisá-lo caso seja eleito e que discutirá os desdobramentos com as prefeituras da região, especialmente a de Americana. Ele garante que não haverá “medidas impositivas”. “Sou um municipalista por convicção, aquele gestor público que compartilha propostas e descentraliza sua atuação. Você não impõe, você compartilha. Assim faremos, e de maneira rápida. Não fico em cima do muro. (…) Só faremos isso com comum acordo com as prefeituras, especialmente com a Prefeitura de Americana. Não há a menor possibilidade de tomar medidas impositivas”, comentou Doria.
TREM INTERCIDADES
O candidato ao cargo máximo do Estado voltou a afirmar que vai trabalhar para viabilizar a construção do Trem Intercidades de Passageiros, que ligará o Vale do Paraíba, Baixada Santista, Grande São Paulo e a RMC (Região Metropolitana de Campinas). “O Trem Intercidades será feito (…), começando exatamente por Americana. Posso assegurar que com a nossa eleição será feito. Aí sim com parceria público privada”, disse.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.