domingo, 26 maio 2024

Bilheteria rende R$ 899 mil investidos no Parque Ecológico

O Parque Ecológico Cid Almeida Franco, em Americana, recebeu R$ 899.210,47 de investimentos em melhorias desde fevereiro de 2018, quando começou a cobrança de entrada na área verde. 

O balanço foi divulgado ontem (18) pela Secretaria de Cultura e Turismo de Americana, um dia depois de o prefeito Omar Najar (MDB) reclamar publicamente dos valores estabelecidos pela cobrança de estacionamento no parque, marcada para começar no próximo dia 14 de janeiro. Os preços foram fixados em R$ 10 para carros, R$ 5 para motos e R$ 50 para ônibus, micro-ônibus e vans, mas Omar disse que irá rever os valores e “quicá” recuar da cobrança – que segundo a Sectur tem o intuito de promover mais melhorias para o parque a partir da nova fonte de arrecadação com o estacionamento. 

O valor das bilheterias é destinado ao Fundo Especial de Revitalização e Manutenção do Parque Ecológico e do Jardim Botânico Prefeito Carrol Meneghell, sendo revertido em benfeitorias nos dois espaços. 

Durante um ano e nove meses de cobrança para entrar no parque, as bilheterias arrecadaram, segundo o balanço, um total de R$ 1.119.611,58, “restando um saldo de R$ 220.401,11, que será utilizado para dar início aos investimentos já aprovados para 2020 pelo Conselho Gestor do Parque Ecológico, em reunião realizada no início deste mês” – de acordo com comunicado divulgado ontem. 

Ainda segundo a Secretaria, os recursos arrecadados permitiram investimentos nas reformas ou intervenções significativas em vários recintos de animais que vivem no zoo. 

REFORMA | Vários recintos receberam melhorias

Além dos recintos, desassoreamentos (limpeza) no lago grande dos primatas, no lago dos jacarés, que recebeu ainda troca do alambrado lateral e reforma da comporta, entre outros espaços, foram realizados no período. 

A Secretaria destacou ainda investimentos em pavimentação, na praça de alimentação e no playground, que recebeu uma “casa do Tarzan”, duas gangorras novas e a reforma de duas antigas, construção do lava-pés para as crianças e sete jogos de contêiner de lixo. 

Foram adquiridos também novos equipamentos para manutenção do Parque, sendo dois sopradores e duas roçadeiras, dez conjuntos de lixeira de metal foram recuperados, entre outras ações de melhorias na bilheteria, espaços que receberam pintura, colocação de guarda-corpo de eucalipto em vários pontos. 

De acordo com o diretor do Parque Ecológico, João Carlos Tancredi, no início do ano de 2020 devem ser entregues novos sanitários que já estão na fase final de obras. “Para 2020, já estão programadas a aquisição de um caminhão F4000; um trator pequeno; uma bobcat; um carrinho elétrico; uma câmara fria para conservação de carnes e legumes; além da aquisição de brinquedos com acessibilidade para crianças”, explicou. 

No próximo ano, estão previstas reformas de mais recintos, construção de portaria na rua lateral do parque, reforma da entrada do Jardim Botânico e construção do orquidário.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também