PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ex-prefeito de Campinas lança livro infantil

"A criança será o adulto que quiser e sonhar", é a 11ª obra de Dr. Hélio de Oliveira

O ex-prefeito de Campinas, o médico Hélio de Oliveira Santos, que teve o mandato cassado há quase oito anos, lança no próximo sábado (27) seu 11º livro – “A criança será o adulto que quiser e sonhar”, no Monreale Hotel Classic Campinas, no Centro da cidade. 

PUBLICIDADE

Autobiográfico e ficcional, o livro é a primeira obra da trilogia “Coleção Bicho-da-Seda, memórias viajantes do menino Fausto” – heterônimo do autor. 

O livro conta a história do personagem Fausto, um menino crescido no subúrbio pobre do Rio de Janeiro, à época Distrito Federal. A “infância invisível” do autor se passa entre quatro paredes opressoras da casa da família, em um mundo representado como hostil, preconceituoso e discriminador. 

PUBLICIDADE

“Eu nasci num Brasil de fronteira, entre a miséria e a opulência. A miséria sempre farta como a nata coalhada de um leite azedo. Sempre mais pesada e grossa, ao contrário do soro, e depositada no assoalho da sociedade, no solo firme da desigualdade. Essa é a minha infância. Eu sou Fausto”, reflete o autor. 

A obra ainda percorre a “infância tardia” de Dr. Hélio, vivida na cidade de Corumbá (MS) em uma casa sem cobertura no teto, onde todos dormiam em uma mesma cama de casal para driblar o frio. Lá, o menino Fausto descobre a educação salesiana, o vinho da sacristia da igreja, o prazer do sexo e a política. 

PUBLICIDADE

Figuras como os ex-presidentes Deodoro da Fonseca e o sobrinho Hermes da Fonseca, Getúlio Vargas, Leonel Brizola, Jânio Quadros, estão presentes no relato do médico, ex-deputado federal e ex-prefeito. 

A história do livro aponta para o próximo destino de Fausto: Campinas, cidade governada por ele entre 2005 a 2011. “A criança será o adulto que quiser e sonhar é uma exaltação à vida, ao amor e subversão”, destacou no prefácio do livro a psicanalista, professora e artista Maria Eugênia Nabuco, doutora em Psicopatologia e Psicanálise pela Universidade de Paris Diderot, na França.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This