sábado, 20 julho 2024
COMBATE À DENGUE

Prefeitura de Hortolândia realiza contagem de larvas de Aedes aegypti encontradas em imóveis

A administração pública está promovendo também, a vacinação contra dengue em diversas UBSs do município
Por
Felipe Gomes
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Hortolândia iniciou nesta segunda-feira (24) a realização da Análise de Densidade Larvária (ADL). A ação é a contagem de larvas do mosquito Aedes Aegypti, que são encontradas em imóveis da cidade. A contagem é feita nas visitas realizadas pelos agentes da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), órgão da Secretaria de Saúde, realizam nas casas dos moradores.

COMO SÃO REALIZADAS AS CONTAGENS

Os agentes entram nos imóveis para investigar locais onde há larvas do Aedes Aegypti e às eliminam, assim como os criadouros onde foram encontradas. De acordo com o veterinário da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), Evandro Alves Cardoso, a análise é realizada por amostragem.

São visitados, em média, 600 imóveis em cada uma das cinco regiões da cidade, totalizando 3.000 imóveis. A definição dos quarteirões a serem percorridos pelas equipes da Unidade é realizada por sorteio. A previsão é de que as visitas sejam concluídas em 15 dias.

Nas visitas, as equipes recolhem, identificam e contabilizam algumas larvar para gerar o Índice de Breteau, que mede a quantidade de larvas encontradas. O índice é dividido em três escalas: de 0 a 1, considerado baixo; de 1 a 4, médio; e acima de 4, alto. A ADL é realizada três vezes ao ano: janeiro, julho e outubro. De acordo com a UVZ, a ADL registrada em janeiro deste ano foi 7,2. O índice obtido foi alto, o que estava dentro da expectativa, uma vez que a ADL foi feita no verão, período em que o Aedes Aegypti é mais ativo.

PERMISSÃO A ENTRADA

A realização da Análise é de suma importância, por isso, a UVZ reforça a solicitação para que os moradores permitam a entrada dos agentes em suas casas. Os agentes da UVZ estão identificados com crachá e uniforme.

Neste ano Hortolândia registra 8.782 casos notificados de Dengue, dos quais 2.173 positivos e três óbitos. Já de Chikungunya são 22 casos notificados, dos quais dois positivos e nenhum óbito. Neste ano, o município ainda não registra nenhum caso notificado de Zika. De acordo com dados da UVZ

Em paralelo à análise, o município continua com a vacinação contra a Dengue. O município iniciou a vacinação no mês de abril. Na semana passada, o município disponibilizou a vacinação na Unidade Básica de Saúde (UBS) Santiago. Com isso, a imunização contra a Dengue é feita em sete Unidades do município, das 8h às 15h30.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também