PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

‘Saúde Já’ reduz 19% da fila por médico

Programa adotado em Americana já ofereceu mais de 6 mil consultas com especialistas em seis meses

Mais de 6.120 consultas com médicos especialistas já foram disponibilizadas por meio do programa “Saúde Já”, através do qual a Prefeitura de Americana paga por consultas particulares e as oferece a pacientes da rede pública da cidade. Desde que a iniciativa foi implantada, em novembro de 2018, e até o mês de abril, o número de atendimentos já representa uma redução de 19% na fila de espera de pacientes por consultas e procedimentos com especialistas.

PUBLICIDADE

Os dados, da Secretaria de Saúde, foram obtidos ontem com exclusividade pelo TODODIA.

Antes da contratação das consultas particulares havia 32.132 atendimentos reprimidos. Hoje são 26.012 aguardando agendamento, considerando o total de especialidades.

PUBLICIDADE

“Os números mostram a diferença sobre a quantidade de pacientes na fila de espera, considerando que, ao mesmo tempo em que se dá vazão na demanda, ocorre a introdução de novos pacientes em busca de consultas”, informou a Secretaria de Saúde, em nota.

O programa, sugerido pelo vereador Rafael Macris (PSDB), foi implantado há seis meses pelo governo Omar Najar (MDB) como alternativa para a redução das filas por especialidades médicas.

PUBLICIDADE

Já que a prefeitura está impedida judicialmente de realizar concurso público para contratar mais médicos, a Administração firmou contratos com clínicas particulares e comprou um lote de mais de 30 mil consultas para oferecer à população. Cada consulta custa aos cofres públicos R$ 52, segundo os primeiros contratos assinados em novembro. O investimento global no programa, à época, foi estimado em R$ 1,6 milhão.

Após seis meses de “Saúde Já”, houve redução nas filas de espera para cardiologia, cirurgia vascular, dermatologia, nefrologia, neurologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, urologia e pequenas cirurgias.

Já os pedidos por cirurgia geral subiram de 213 para 264 e os de ortopedia saltaram de 3.524 para 4.360. Permanece estável a fila de espera para endocrinologia (1.675 procedimentos), gastroenterologia (1.299), neurocirurgia (670), reumatologia (811) e pneumologia (400).

 

 

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This