Sábado, 16 Outubro 2021

Terminal Metropolitano e Estação Expedicionários de Campinas terão barreira sanitária

Terminal Metropolitano e Estação Expedicionários de Campinas terão barreira sanitária

A Prefeitura de Campinas vai criar "barreiras sanitárias" nos terminais de ônibus metropolitanos para desestimular a ida de moradores das cidades vizi

A Prefeitura de Campinas vai criar "barreiras sanitárias" nos terminais de ônibus metropolitanos para desestimular a ida de moradores das cidades vizinhas e da região para o município.

O anúncio foi feito nesta terça (9), pelo prefeito Jonas Donizette (PSB), durante live (transmissão ao vivo) no Facebook. As barreiras devem começar a funcionar amanhã.

Nenhum passageiro será barrado. Agentes vão questionar o passageiro sobre a ida dele a Campinas, "se é realmente necessária", e orientá-lo.


De acordo com Jonas, a intenção é reduzir o fluxo. "O movimento regional é importante para o nosso comércio. Mas agora precisamos que todos só venham a Campinas em caso de necessidade. Não é momento de passear", afirmou o prefeito.

Jonas revelou que vai pedir por ofício aos prefeitos das cidades vizinhas que reforcem o controle da saída dos passageiros dos terminais metropolitanos dos municípios. O foco principal será aos prefeitos de Monte Mor, Hortolândia e Sumaré, de onde veio mais de 40% do público que lotou a região central de Campinas nos dois primeiros dias de reabertura do comércio, segundo Jonas. "Isso é resultado de pesquisa. Tentaremos controlar esse fluxo", explica o prefeito.

O secretário de Transportes e presidente da Emdec (Empresa de Desenvolvimento de Campinas), Carlos José Barreiro, que também participou da transmissão, frisou que não haverá restrição à entrada de passageiros de outras cidades. "É orientar, conscientizar, falar do uso de máscara, e se é realmente necessário que elas estejam em Campinas".

São previstas estas barreiras no Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira, anexo à rodoviária, e na Estação Expedicionários, onde operam linhas da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).

Nos dois primeiros dias de reabertura do comércio foram aferidas temperaturas de 2.819 passageiros em ônibus e terminais. Um deles apresentou temperatura de 37,8ºC e foi orientado a procurar uma unidade médica.

Campinas, assim como toda a região em seu entorno, foi classificado pelo Estado como fase laranja no plano de reabertura gradual das atividades. Neste estágio, foram permitidas desde o dia 1° a reabertura de shoppings, comércios de rua, imobiliárias, escritórios e concessionárias desde que atendendo medidas sanitárias.

Porém, por conta da alta ocupação de leitos hospitalares, Campinas só reabriu estes setores uma semana depois, na segunda-feira desta semana (8).

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 17 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/