PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Famosos e fãs lamentam a morte de Marciano, vítima de infarto

O corpo do cantor está sendo velado na Câmara Municipal de São Caetano do Sul; Marciano será enterrado no Cemitério das Lágrimas

Diversos cantores sertanejos lamentaram a morte de Marciano, aos 67 anos, que sofreu um infarto na madrugada desta sexta-feira (18) em sua casa, em São Caetano (SP).

PUBLICIDADE

O corpo do cantor está sendo velado na Câmara Municipal de São Caetano do Sul. O velório deve seguir até 17 horas, quando o corpo segue para o Cemitério das Lágrimas, onde será enterrado.

A equipe do cantor confirmou a morte nesta sexta-feira de manhã em um comunicado publicado no Instagram. “Perde-se um grande músico, compositor, marido e amigo, que fez história e marcou a música sertaneja brasileira”, diz o texto.

PUBLICIDADE

Morte do ícone caipira ganhou homenagens e lembranças de diversos amigos e fãs. Na página do fã clube de Milionário e José Rico postou uma foto com a extinta dupla ao lado de Marciano.

Milionário, que recentemente fez dupla com Marciano no projeto “Lendas”, escreveu que perdeu um grande parceiro das estradas da vida. “Sua obra jamais será esquecida”, disse no Instagram.

PUBLICIDADE

“Uma das vozes mais marcantes do nosso cenário! Lá se vai mais uma de minhas grandes referências musicais e não tenho dúvidas, de uma grande maioria da nossa família sertaneja que hoje sofre com a sua ausência”, disse o cantor Daniel em depoimento na sua página do Instagram.

Outro cantor que escreveu mensagem nas redes sociais foi Rio Negro, da dupla Rio Negro & Solimões. “Ainda ontem chorei de saudade!! Mas convenhamos a vida nos faz tão pequenos!! Vamos continuar como sempre cantando suas músicas, obrigado”.

O filho do cantor, Fabiano Martins, postou no Instagram uma nota em que lamenta a morte dele.

Fabiano não tinha boa relação com o pai, que só o reconheceu como filho após um teste de DNA no Programa do Ratinho, em 1997, e outro em 2014, também em um programa televisivo. Tanto que foi impedido de entrar no velório pela viúva do cantor.

Em 2016, Marciano processou Fabiano por danos morais após uma publicação do filho no Facebook; no processo, ele pedia indenização de R$ 20 mil.

“Todos que me conhecem sabem da péssima relação que eu tinha com meu pai, mas estou muito triste com essa notícia. Por mais que éramos afastado, mas era meu pai. Morre um dos maiores cantores sertanejo desse país. E é com uma imensa tristeza que informo aos meus amigos que meu pai sofreu um infarto fulminante nessa madrugada e foi morar com Deus. João Mineiro e Marciano ficará eternizado em nossos corações.”

INFARTO

 Marciano, que estava de férias, foi vítima de um infarto fulminante enquanto dormia em sua casa, em São Caetano, por volta das 2h da manhã.

Segundo familiares, ele não apresentava nenhum problema grave de saúde e continuava trabalhando normalmente ao lado de Milionário, da dupla Milionário e Zé Rico, com shows do projeto “Lendas” que virou um DVD gravado em 2015 e lançado em 2016.

HISTÓRIA

Marciano nasceu em 1951 na cidade de Bauru, no interior de São Paulo.

Ele começou a carreira musical ainda criança, cantando com o pai.

Dono de voz inconfundível, ficou conhecido como “O Inimitável”, por conta de sua parceria com João Mineiro desde os anos 1970.

Os artistas venderam mais de 12 milhões de discos e são considerados precursores do sertanejo romântico.

Marciano foi reconhecido não só como cantor, mas também como compositor. São dele sucessos como “Fio de Cabelo”, “Crises de Amor” e “Paredes Azuis”.

Em 1993, Marciano resolveu seguir carreira solo, onde permaneceu por mais de 20 anos viajando o mundo inteiro com seus sucessos.

Após a morte de João Mineiro, em 2012, Marciano iniciou um projeto ao lado de Milionário, que havia perdido a dupla José Rico, que morreu em 2015.

 

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This