PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Dia de cobranças para a Ponte Preta

Na véspera da comemoração dos 70 anos do estádio Moisés Lucarelli, celebrado hoje, a diretoria da Ponte Preta precisou atuar como bombeiro em duas frentes diante da insatisfação da torcida com os últimos resultados. O saldo é a derrota para o Atlético-GO por 2 a 0 e o empate sem gols contra o Sampaio Corrêa, ambos sob o comando de Marcelo Chamusca.

PUBLICIDADE

Antes do treinamento de ontem no Centro de Treinamento do Jardim Eulina aproximadamente 15 torcedores da Torcida Jovem, a principal organizada do clube, foram para uma reunião com atletas e membros da comissão técnica pontepretana.

Na conversa, os alvinegros pediram entrega aos atletas e reclamaram dos resultados ruins da equipe na Série B do Campeonato Brasileiro. O encontro também foi para dar apoio aos jogadores na reta final da competição.

PUBLICIDADE

“Os torcedores vieram até o CT e pediram para conversar com os atletas. Pela maneira e pelo pedido que eles fizeram, percebemos que não iria nos atrapalhar. Eles colocaram suas visões, precisam de informações. Perguntaram sobre salários atrasados e negamos isso. O grupo é trabalhador e se dá muito bem”, destacou o gerente de futebol Marcelo Barbarotti.

No final da tarde, ocorreu um encontro no Salão Nobre do Majestoso entre integrantes da atual diretoria, capitaneados pelo presidente José Armando Abdalla Junior, integrantes da oposição, como o ex-presidente Marcos Garcia Costa e do grupo “Tudo pela Ponte, Nada da Ponte” (formado por torcedores e sócios). O teor da conversa não foi divulgado até o fechamento desta edição.

PUBLICIDADE

LESÃO
A assessoria de imprensa da Ponte Preta informou que o lateral direito Ruan sofreu um trauma em extensão do cotovelo direito no treino de ontem, o que resultou em uma luxação. Nas imagens de ressonância magnética não foi constatada fratura, porém há lesão ligamentar e capsular, de tratamento conservador a princípio.
“Devido à dor intensa e edema, o jogador ficará em tratamento fisioterápico por aproximadamente duas semanas para avaliação de estabilidade articular e posterior necessidade de conduta complementar”, informou o clube.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This