segunda-feira, 17 junho 2024

Jogador do Liverpool fica preso em Guiné após golpe de estado

Naby Keita estava em seu país natal quando o governo foi derrubado por militares  

Naby Keita não consegue deixar Guiné após o golpe de estado – Divulgação/Liverpool

Naby Keita, meio-campista do Liverpool, ainda não conseguiu deixar sua terra natal, a Guiné, após seu país sofrer um golpe de estado dado por militares. O jogador iria participar da partida entre Guiné e Marrocos, pelas Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo do Catar.

Era para o jogo ter acontecido no domingo (5), mas foi cancelado devido à situação complicada do país. Embora os atletas estejam seguros, nem todos conseguiram deixar a região ainda.

Com isso, o Liverpool está em busca de uma forma de tirar o jogador da Guiné. Situação semelhante à vivida por François Kamano, atacante do Lokomotiv Moscou que também não conseguiu pegar o voo para retornar.

A equipe russa explicou: “Dada a difícil situação política na Guiné neste momento, todas as rotas foram bloqueadas para entrar ou sair do país onde está o nosso jogador.”

Embora a seleção marroquina tenha conseguido deixar o país a tempo, a situação com os guineenses não é a mesma e vários deles aguardam o retorno. Ainda assim, um porta-voz do Liverpool da Inglaterra disse ao jornal AS: “A situação é fluida e manteremos um diálogo regular com as autoridades relevantes, pois estamos trabalhando para trazer Naby de volta a Liverpool de uma forma segura e conveniente.”

Como os aeroportos são controlados por chefes militares, as diversas equipes têm dificuldade em fazer a transferência de seus jogadores e ainda não conseguiram resolver a situação.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também