PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ponte vence dérbi 193 com facilidade e elimina Guarani do Paulistão

Aos 43, quase o dois a zero, em um lindo arremate de Júlio César para grande defesa de Giovanni

E deu Ponte Preta no dérbi 193. Com uma inesperada facilidade, a Macaca, que entrou em campo sem chances de classificação, fez 3 a 0, eliminando o rival Guarani de qualquer possibilidade de avançar às quartas de final do Paulistão. Sob gritos de olé e muitos aplausos, Thalles, Diego Renan e Gérson Magrão marcaram e construíram a 63ª vitória alvinegra no clássico.

PUBLICIDADE

O primeiro tempo do clássico começou com muita transpiração e pouca inspiração das duas equipes. Ricardinho, Edson, Diego Cardoso e Luis Ricardo, e até mesmo os dois treinadores, se envolveram em discussões e deram trabalho ao árbitro Raphael Claus. A primeira boa chegada foi do Bugre, aos 12 minutos, quando Thiago Ribeiro bateu escanteio, Ivan saiu mal, e Diego Cardoso, absolutamente livre, cabeceou para fora.

Empurrada por seu torcedor, a Ponte passou a tomar conta das ações nos minutos finais da etapa inicial, até que aos 38, Edson foi derrubado por Ferreira na área e Claus sinalizou pênalti que, dois minutos depois, foi muito bem cobrado por Thalles, para abrir o placar no Moisés Lucarelli. O camisa 9 vestiu a máscara da Macaca, subiu o alambrado celebrar com os pontepretanos, e recebeu cartão amarelo por isso. Aos 43, quase o dois a zero, em um lindo arremate de Júlio César para grande defesa de Giovanni.

PUBLICIDADE

E o panorama se manteve no início do segundo tempo, com a Ponte assumindo as ações e, logo aos 3 minutos, em contra-ataque muito bem feito, o lateral Diego Renan, que chutou a poça d’água em um primeiro momento, conseguiu driblar o marcador, e de perna direita, fez um belo gol para ampliar o placar. O Bugre se atirou de maneira desenfreada ao ataque, e deu muito espaço. Em nova retomada de bola, aos 25, Matheus Oliveira deu passe açucarado para Gérson Magrão, que finalizou com perfeição para fazer o três a zero.

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest
Thalles veste a máscara da Macaca e sobe no alambrado para comemorar

PUBLICIDADE

E assim se deu até o final, com um Guarani completamente apático e a Ponte desperdiçando uma chance atrás da outra para ampliar ainda mais o marcador, sob gritos em sequência de olé. No fim, mesmo sabendo que a equipe não segue na competição, o torcedor alvinegro fez uma bonita festa para comemorar a eliminação do rival e a quarta melhor campanha no geral – coisas do regulamento…

Eliminados, Ponte Preta e Guarani voltam a campo na próxima quarta-feira (20), apenas para cumprir tabela no Paulistão. A Macaca vai ao Allianz Parque enfrentar o Palmeiras, enquanto o Bugre se despede desta edição do estadual recebendo o Red Bull, melhor campanha da competição, no estádio Brinco de Ouro da Princesa. As duas partidas têm início às 21h30.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA (3)

Ivan; Luis Ricardo, Reginaldo, Renan Fonseca e Diego Renan (Giovanni); Edson, Gérson Magrão, Matheus Vargas (Nathan) e Matheus Oliveira; Júlio César (Abner) e Thalles.
TÉC.: Jorginho

GUARANI (0)

Giovanni; Léo Príncipe, Ferreira, Diego Giaretta e William Matheus; Deivid, Ricardinho, Felipe Amorim e Thiago Ribeiro (Mateusinho); Diego Cardoso (Fernando Viana) e Anselmo Ramón (Carlinhos).
TÉC.: Osmar Loss

GOLS: Thalles (PON – 40’ 1º T), Diego Renan (PON – 3’ 2º T) e Gérson Magrão (PON – 25’ 2º T)

ÁRBITRO: Raphael Claus

PÚBLICO: 11.976 RENDA: R$ 325.235,00

LOCAL: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This